Rádios On-line
11594
Nova Estrela 0603
TRÊS LAGOAS

Motoristas deixam de pagar multas de trânsito e calote é de quase R$ 190 mil

Levantamento do Jornal do Povo indica que das 1.349 multas aplicadas de janeiro a abril deste ano apenas cinco foram pagas

19 ABR 2019 - 08h:15Por Tatiane Simon

Menos de 1% dos motoristas que foram autuados entre janeiro e abril deste ano por algum tipo de infração no trânsito de Três Lagoas pagou a multa no prazo. O calote chega a R$ 189,2 mil e é 96% maior em relação ao mesmo período no ano passado.

De acordo com levantamento feito pelo Jornal do Povo junto à Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Sefirc), por meio do Departamento Municipal de Trânsito e Sistemas Viários (Deptran) aponta que o município esperava arrecadar R$ 190.029 mil com a quantidade de multas aplicada até o momento. Foram 1.349 autuações aplicadas e apenas cinco delas foram pagas e significa uma receita de R$ 807,43.

No primeiro quadrimestre de 2018, o município arrecadou R$ 30.975,57 com o pagamento das multas. Apesar de o valor ser 38 vezes maior que neste ano, ainda ficou abaixo do esperado. Naquele ano, o calote foi de R$ 96,4 mil, já que a expectativa era de R$ 127.463,00 com base nas 791 multas aplicadas. A maioria delas por falta de uso de cinto de segurança entre motorista e passageiros do veículo.
Ingressar com pedido de recurso à multa é um direito do motorista que não concorda com a autuação e é uma das justificativas da inadimplência, já que muitos deles aguardam decisão da Justiça sobre pedidos.

REVERTIDO
Segundo a diretora do Departamento Municipal de Trânsito de Três Lagoas, Creuza Ramos, o valor que o município arrecada com as multas de trânsito pagas é revertido em semáforo, fardas para os agentes de trânsito, manutenção de veículos, programa de software do departamento que é mensal e ações de educação no trânsito. 

RANKING
A infração mais cometida pelos condutores de Três Lagoas é a falta do uso de cinto de segurança com 408 autuações entre janeiro e abril do ano passado. Neste ano, o número é 108% maior: 853 multas. O dado indica que, por dia, 7 motoristas são multados por deixarem de colocar o cinto. “O dispositivo equivale ao capacete para o motoqueiro. Se o condutor deixa de usar, põe em risco a própria vida. Além dele, todos passageiros devem usar também”, orienta Creuza.

A infração é seguida por dirigir segurando celular e dirigir utilizando celular, com 284 e 123 multas neste ano, respectivamente.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13