Rádios On-line
9247
OCUPAÇÃO

Movimento ocupa acostamento de rodovia em protesto

FNL resiste à instalação de sistema de produção de energia fotovoltaica

2 DEZ 2019 - 12h:43Por Valdecir Cremon

Cerca de 50 famílias permanecem desde este domingo (1º) no acostamento da rodovia Marechal Rondon (SP-300), entre Castilho (SP) e Três Lagoas, em um movimento de protesto contra o que seria a transformação de uma fazenda agrícola em polo de produção de energia fotovoltaica.

O movimento é organizado pela FNL (Federação Nacional de Luta), criado pelo líder de outras ocupações, em vários Estados, José Rainha Júnior.

O movimento montou barracas de lona em frente à fazenda. O líder local, Jonas Rodrigues da Silva, disse que a FNL quer que a fazenda seja declarada improdutiva e dividida em lotes para trabalhadores rurais sem-terra.

Jonas disse que o movimento possui cerca de 200 famílias instaladas no local e que outras 300 devem chegar ao local nesta semana. A reportagem apurou que o movimento possui famílias de várias cidades, a maioria de Castilho.

O dono da fazenda não foi localizado. O projeto do polo de energia pertence a uma empresa privada, que não foi localizada pela reportagem. A FNL pediu uma avaliação da fazenda ao Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). A prefeitura informou que não tem relação com o caso.

Veja entrevista de Jonas.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13