Rádios On-line

MPF investiga gastos com o contorno ferroviário

Obras estão paradas há, aproximadamente, oito meses

12 DEZ 2012 - 08h:12Por Redação

 O Ministério Público Federal (MPF), através do procurador da república, Diego Farjado Maranha Leão, instaurou inquérito civil público para apurar a aplicabilidade dos recursos federais na obra do contorno ferroviário de Três Lagoas. A abertura do procedimento teve por base a paralisação das obras em abril deste ano. Ao Jornal do Povo, ele informou que não existe nenhum indício de irregularidade, por isso apenas instaurou o inquérito como uma medida preventiva para assegurar a conclusão dessa obra, que é de extrema importância para o desenvolvimento de Três Lagoas.


O procurador solicitou à superintendência do Departamento de Infraestrutura e Transportes (Dnit) de Mato Grosso do Sul que informe, no prazo de 20 dias, qual o estágio das obras e a previsão para a sua conclusão. Diego Farjado disse que o inquérito tem a finalidade de monitorar a execução da obra que conta com recursos do governo federal. Ele destacou que age dessa maneira, geralmente, quando se trata de questões relacionadas ao envolvimento de recursos federais.

Confira a matéria completa na edição Nº 5.093, de 12 de dezembro de 2012, do Jornal do Povo.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13