Rádios On-line
TRÂNSITO

Mulher deve ser indiciada por homicídio em acidente que matou motociclista

Vítima ficou internada por dois meses em hospital e morreu nesta terça (30), em Três Lagoas

31 OUT 2018 - 14h:00Por Kelly Martins

A motociclista, de 27 anos, que invadiu a preferencial e atingiu outra moto, no bairro São João, em Três Lagoas, deverá ser indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção) pela Polícia Civil. O acidente resultou na morte de Juscélia Aparecida Gomes dos Santos, de 32 anos, nesta terça-feira (30). O acidente ocorreu em 17 de agosto e a vítima ficou internada no Hospital Auxiliadora por mais de dois meses.

No boletim de ocorrência da Polícia Militar, o acidente foi registrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor, lesão corporal culposa e falta de permissão para dirigir. Isso porque tanto a motociclista como Juscélia não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O caso está na 3ª Delegacia da Polícia Civil. O corpo de Juscélia foi encaminhado para o Instituto Médico Odontológico Legal (IMOL) de Três Lagoas.

Entenda o caso

O acidente ocorreu por volta de 13h50, na rua Sebastião Fenelon da Costa. A motociclista, de 27 anos, não obedeceu a placa de sinalização e invadiu a pista. Dessa forma, atingiu a vítima no momento em que cruzou a rua.

Juscélia foi socorrida pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) com fratura exposta no joelho esquerdo e tornozelo. Já a outra motociclista apresentava dor nas costas e na barriga.

Deixe seu Comentário