Rádios On-line
ABSURDO

Mulher diz que era ameaçada de morte e obrigada a manter relações sexuais

Ela estava trancada dentro de casa e pediu socorro aos vizinhos

31 AGO 2017 - 18h:02Por Celso Daniel

Uma mulher de 47 anos foi vítima de sequestro e cárcere privado nesta quinta feira (31) em Três Lagoas. Ela foi resgatada por policiais em uma residência localizada no bairro São Jorge.

Segundo informações obtidas pela reportagem, por volta das 15h20 a polícia recebeu denúncias de que uma pessoa estava pedindo socorro do interior de uma residência localizada na Rua Michel Thomé e os policiais foram até o endereço da denúncia.

Chegando à residência, os policiais perceberam que o portão estava trancado e com uma grossa corrente de aço, além de um cadeado. A vítima começou a gritar e pedir socorro aos policiais e enquanto um deles ficou no local, o outro policial precisou trazer um alicate de corte para abrir o cadeado. A casa precisou ser arrombada para que a mulher pudesse sair.

Em conversa com os policiais, a vítima disse que mora com Antônio Carlos Matias da Silva, de 35 anos, e que ela era constantemente ameaçada de morte pelo suspeito, que utilizava uma “machadinha” e uma faca para intimidar a vítima e torturá-la psicologicamente. A mulher ainda disse que Antônio Carlos guardava a faca e o martelo embaixo do colchão de uma cama e os objetos foram encontrados pelos policiais.

A mulher ainda contou a equipe policial que Matias da Silva teria queimado roupas da vítima e ainda obrigava a mulher a manter relações sexuais com ele. Antônio Carlos ainda costumava dizer que se a vítima não ficasse com ele, não ficaria com mais ninguém. A mulher disse que frequentemente as ameaças eram feitas pelo suspeito e na quinta feira (31), o homem saiu e deixou a mulher trancada dentro de casa e ela pediu socorro, fato que foi confirmado pelos vizinhos que ouviram os gritos da mulher que estava dentro do imóvel.

Enquanto os policiais conversavam com a vítima, Antônio Carlos chegou à residência e recebeu voz de prisão. Ele foi levado a Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher (DEAM) e foi autuado em flagrante pela delegada titular da DEAM , Letícia Móbis, sendo encaminhado a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) e depois será encaminhado até a Penitenciária de Segurança Média de Três Lagoas ficando a disposição da Justiça.

Deixe seu Comentário