Rádios On-line
11367
Nova Estrela 0603
MEIO AMBIENTE

Mulher é multada em R$ 23 mil por degradar nascentes e áreas protegidas

Área protegida era utilizada para criação de rebanho, o que é proibido por lei

7 JUN 2019 - 15h:29Por Redação

A Polícia Militar Ambiental autuou nesta quinta-feira (6) em Três Lagoas, uma mulher, de 38 anos, dona de uma propriedade rural no município, por degradação de matas ciliares e nascentes (Área de Preservação Permanente-APP) de um córrego. No local, as matas ciliares do córrego e de suas nascentes tinham sido retiradas em sua maior parte.

Além disso, essa área protegida era utilizada para criação de rebanho, o que é proibido por lei. A área foi encontrada degradada por processos erosivos, devido ao pisoteio dos animais e por falta de medidas de conservação do solo.

A proprietária foi autuada administrativamente por danificar área considerada de preservação permanente (matas ciliares e nascentes) e foi multada em R$ 23 mil. Ela também responderá por crime ambiental e poderá pegar uma pena de detenção de um a três anos.

As atividades foram interditadas e a proprietária rural foi notificada a retirar o gado das áreas e a realizar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13