Rádios On-line
8991

Município continua sendo procurado por empresários

Cidade está preocupada em adotar critérios para selecionar empresas que aqui querem se instalar

24 JAN 2009 - 06h:25Por Carlos Alberto

Apesar da crise financeira mundial, o município de Três Lagoas continua sendo procurado, quase que semanalmente, por novos empresários que aqui querem investir em novos negócios. “Chegamos ao ponto de termos o privilégio de, mais do que precisarmos buscar novas indústrias, nos darmos à vantagem de precisarmos adotar critérios mais específicos para selecionar empresas que aqui desejem se instalar”, disse a vice-prefeita e secretária de Desenvolvimento Econômico, professora universitária,  Márcia Maria Moura de Paula.
Casada com o médico cirurgião e clínico geral, Sebastião de Paula, e mãe de dois filhos, um com 26 e outro com 24 anos de idade, Márcia Moura foi vereadora do PMDB, partido da prefeita Simone Tebet, por dois mandatos consecutivos.
Formada em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e há 21 anos professora concursada de Língua Inglesa, na mesma universidade, sente-se agora “mais tranqüila e serena para melhor dedicar-me ao serviço público, como vice-prefeita e secretária da administração da prefeita Simone Tebet”, disse. “Com essa paz de espírito, tenho mais condições de tentar desenvolver melhor o meu trabalho”, completou, em entrevista ontem (23) ao Jornal do Povo.

JP: Você esperava o convite de concorrer como vice-prefeita, na privilegiada posição de estar ao lado da assegurada vitória da reeleição da prefeita Simone Tebet?

Márcia Moura: Houve um convite, que me surpreendeu na época, porque eram vários os nomes de importantes e experimentados políticos que pretendiam estar ao lado da prefeita Simone Tebet, como candidatos a vice-prefeito. A escolha do meu nome, por iniciativa da prefeita Simone e homologada pelo diretório municipal do meu partido, o PMDB, foi uma prova de confiança e de reconhecimento do meu trabalho, como secretária de Educação e Cultura, no primeiro mandato da prefeita. Senti-me honrada e logo aceitei porque conheço a Simone desde criança e toda a sua família. Sinto-me tranquila pela seriedade e responsabilidade com que a Simone cidadã, pessoa pública, mulher e amiga, desempenha o seu importante papel de prefeita desta nossa cidade.

JP: No primeiro mandato da prefeita Simone, você foi secretária de Cultura. Posteriormente, com a junção da secretaria de Educação, você passou a dirigir a Secretaria de Educação e Cultura. Como vice-prefeita, foi nomeada para a pasta de Desenvolvimento Econômico. Como você explica essa mudança de atribuições?

Marisa Moura: Já como vereadora por dois mandatos e mais ainda como secretária de Educação e Cultura, sempre acompanhei o desenvolvimento econômico e empresarial de Três Lagoas. Considero que não estou alheia a todo este processo de desenvolvimento pelo qual passa a nossa Cidade. Agora como secretária de Desenvolvimento Econômico, sinto-me na responsabilidade de, mais do que procurar novas indústrias, ter a preocupação de saber se esses empreendimentos irão ou não trazer benefícios sociais e econômicos para Três Lagoas e sua população. Hoje, podemos tranquilamente dizer que chegamos ao ponto de termos o privilégio de, mais do que precisarmos buscar novas indústrias, nos darmos à vantagem de adotarmos critérios mais específicos para selecionar empresas que aqui desejem se instalar.

JP: O que a prefeita levou em conta para escolhê-la para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico?

Márcia Moura: Sinto-me grata pela confiança em mim depositada pela minha amiga, a prefeita Simone, que é exemplo de postura, segurança, dignidade e credibilidade política. Acredito que tenha sido pela facilidade que tenho de relacionamento com as pessoas e do conhecimento que tenho da língua inglesa, que hoje é importante instrumento de comunicação universal. Terei condições de apresentar aos empresários a nossa Cidade e todo o potencial que ela tem. Esta é a minha missão. Eles agora nos procuram porque sabem da credibilidade política da atual administração municipal. E muitos continuam nos procurando. Cabe agora adotar critérios para selecionar os melhores projetos dos empreendedores, levando em conta, principalmente, aqueles que mais tragam benefícios sociais e geração de renda para o nosso povo. Por sua vez, eles também querem saber o que vão encontrar em Três Lagoas, já que incentivos fiscais são oferecidos também em outras cidades. Temos que continuar mostrando que Três Lagoas continua sendo o melhor lugar para se investir. Este será o nosso trabalho.

JP: Como será feito esse trabalho e como está organizada a sua secretaria?

Márcia Moura: Houve uma reestruturação administrativa, para melhor, neste segundo mandato da prefeita Simone. A antiga secretaria era mais abrangente, agora passa a ser mais específica, atendo-se ao Desenvolvimento Econômico do Município. Por enquanto, temos apenas o Departamento de Indústria, Comércio e Turismo, sob a competência e responsabilidade do Otony Ávila Ornelas. Estamos ainda nos organizando e escolhendo as pessoas certas para os diversos trabalhos que iremos realizar.

JP: O que será feito de imediato pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico?

Márcia Moura: Estamos iniciando um levantamento de todo o Distrito Industrial, as áreas ocupadas e já construídas e aquelas que foram cedidas, mas que ainda nada foi feito por lá. Teremos um levantamento completo dessas áreas e o que já está sendo produzido no nosso Distrito Industrial. Vamos trabalhar também no novo mapa da cidade, o novo mapeamento urbano, a questão da redução do número de bairros. Neste ano, queremos também oficializar o licenciamento ambiental do Distrito Industrial. Entre as nossas diversas atividades, queremos intensificar reuniões para ouvir os nossos empresários dos diversos setores da economia do Município, como indústria, comércio, turismo, ramo hoteleiro e outros setores de geração de renda e emprego. Estamos preparando um cronograma de metas que desejamos cumprir.    

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13