Rádios On-line
PROSSEGUIR

Na bandeira cinza, Três Lagoas só pode ter serviços essenciais, reforça governo

A partir desta sexta-feira apenas serviços essenciais podem funcionar em 43 municípios de MS

10 JUN 2021 - 18h:56Por Ana Cristina Santos

O governo do Estado divulgou no início da noite deste quinta-feira (10) a relação dos municípios de acordo com a classificação do Prosseguir- programa que a avalia a situação da pandemia no Estado.

Na bandeira cinza, segundo o governo, estão 43 cidades do Estado, que só podem ter serviços essenciais funcionando a partir desta sexta-feira (11), até 24 de junho.

Três Lagoas, conforme a publicação, consta na bandeira cinza (grau extremo) e, assim como os demais municípios nesta classificação, terá que seguir uma série de restrições com o objetivo de reduzir a disseminação do Coronavírus, mantendo apenas os serviços considerados essenciais.

De acordo com a Consultoria Legislativa do Governo, as bebidas alcóolicas só poderão ser vendidas no sistema “delivery” nas cidades de bandeira cinza, não sendo permitida a compra nos supermercados, conveniências e estabelecimentos comerciais similares. Nas demais bandeiras está autorizado.

Já os supermercados, assim como os açougues e conveniências que vendem alimentos nas cidades que estão na bandeira cinza terão que obedecer ao toque de recolher que começa às 20h, indo até às 05h.

O shopping de Três Lagoas, assim como das demais cidades que estão na bandeira cinza não poderão funcionar nesse período do decreto.

As agências bancárias e lotéricas poderão abrir as portas porque são considerados serviços essenciais, em todas as classificações dos municípios.

Ainda de acordo com o governo, desta vez o decreto tem um caráter vinculativo, ou seja, deve ser cumprido pelos 79 municípios do Estado. Os municípios que não adotarem as recomendações deverão apresentar justificativa técnica para o descumprimento das regras. O documento deverá ser encaminhado à SES (Secretaria de Estado de Saúde), que fará a avaliação do caso. 

A Prefeitura de Três Lagoas apresentou justificativa, mas o governo do Estado ainda não se posicionou sobre a solicitação para que a cidade volte para a bandeira vermelha.

 

Deixe seu Comentário