Rádios On-line

Nissan cresce 56% nas vendas em 2012

Em Três Lagoas, crescimento do município deve influenciar nas vendas

4 ABR 2013 - 12h:00Por Claudio Pereira/JP

A empresa, que tem a sua fábrica própria no país, localizada em Resende (RJ), encerrou 2012 com a venda de aproximadamente 105 mil automóveis e veículos comerciais leves, o que representa um crescimento de 56% sobre 2011, impulsionado por importações de modelos compactos produzidos no México. Para 2013, a empresa projeta um volume semelhante de vendas.

A Nissan foi a montadora com maior crescimento das vendas no Brasil em 2012 e, para Chogo Ishikawa, gerente comercial da Ação Motors, representante da Nissan em Três Lagoas, este ano não será diferente. 

Para o gerente, o desenvolvimento acelerado de Três Lagoas deverá influenciar diretamente o setor de vendas de automóveis. “Com o crescimento acelerado da cidade, esperamos ter um forte aumento nas vendas neste ano”, declarou. A representante da Nissan está prestes a completar um ano em Três Lagoas. Ela chegou ao município no dia 14 de abril de 2012.

Dados nacionais apontam que, no ano passado, os modelos March e Versa, lançados no final do ano passado, alcançaram 33.151 e 19.670 unidades, respectivamente. A picape Frontier cresceu 28%.

A linha 2014 do Versa já chegou às concessionárias da Nissan a partir de R$ 37.390. As novidades do sedã ficam por conta da implementação de novos itens de série, além de retoques pontuais em matéria de segurança e conforto.

Além disso, já foram disponibilizadas no site tailandês da Nissan as imagens oficiais do March 2014, modelo que recebeu uma pequena reestilização que pode chegar ao Brasil no ano que vem. Estima-se que esta nova versão do compacto seja produzida na nova unidade em Resende (RJ), atuando como um marco da chegada do modelo ao país. Todas as versões passam a contar com computador de bordo, detalhes prateados nos anéis do painel de instrumentos, botões dos vidros elétricos e acabamentos cromados dos botões do sistema de ar-condicionado, freio de estacionamento, saídas de ar e maçanetas internas. A S ganhou ainda o sistema keyless de chave.

IPI
A Nissan foi a primeira montadora habilitada pelo governo a operar dentro do novo regime automotivo Inovar-Auto. A empresa informou na época que a habilitação concedeu uma cota de importação de 6.666 carros por mês, com um total de aproximadamente 80 mil veículos para 2013, que não terão incidência do aumento de 30 pontos percentuais do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), incidente sobre importados.

Além disso, a marca tem uma cota de importação dentro do acordo automotivo renegociado pelo Brasil com o México, de 35 mil unidades, elevando o total de importações sem o IPI maior para 115 mil em 2013.

Chogo Ishikawa explicou que o retorno temporário do IPI não afetou as vendas no município. Além disso, o gerente está confiante para as vendas deste ano, já que o governo federal anunciou nova prorrogação do IPI Reduzido até o fim de 2013. “Espero que o crescimento em 2013 seja tão forte quanto em 2012”. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13