Rádios On-line
DIFICULDADES

Nove desistem de competição por moto 0km no reality de Três Lagoas

Calor, cansaço e sono são principais causas das desistências

19 DEZ 2018 - 05h:53Por Valdecir Cremon

Nove dos 17 competidores que iniciaram nesta terça-feira a corrida pela conquista de uma moto 0km, no reality show "Essa Honda é Minha!", em Três Lagoas, desistiram da prova entre quatro e 14 horas de participação. A maioria reclamou do calor, sono e fome na hora de abrir mão do prêmio de mais de R$ 17 mil. 

As primeiras desistências ocorreram no início da tarde de terça (18) e se estenderam pela madrugada de hoje. 

Kmila Pereira desistiu pouco depois das 22 horas de ontem, muito cansada, necessitando de atendimento médico. "Não deu pra continuar", disse, ao passar por avaliação em uma ambulância do Grupo Leituga Saúde, que acompanha a competição desde o início. 

Na madrugada, Dênis Magalhães Dias, foi vencido pelo sono e saiu. "Tentei me segurar, mas fiquei muito cansado e com sono. É uma pena", disse. Pouco depois, Andreli Silva de Barros Souza cometeu uma infração ao regulamento e foi desclassificada.

Ela retirou os calçados e se apoiou para descansar os pés - o que é proibido. O coordenador artístico do Grupo RCN de Comunicação, Fernando Moraes, disse que os competidores foram cientificados por escrito de que não seria permitido retirar calçados nem peças de roupas.

Jamil Garcia até tentou, mas desistiu às 2h42, com sinais de cansaço. "É uma pena sair da competição, mas acho que pra mim chegou o limite", lamentou. Para Cleiton Queiroz, o reality terminou às 4h32. "Puxa vida, é muito difícil suportar  sono. O calor também foi muito forte", disse. 

GUERREIROS

Prosseguem na competição, na praça Senador Ramez Tebet, no centro de Três Lagoas:

Ana Paula Saran
Priscila Gomes Silva
Matheus Menezes Neves
Helen Martins
Adriana Silva
Silvano dos Santos
Rômulo Pereira Chaves 
Jonas Alexandre da Silva

 

Deixe seu Comentário