Rádios On-line
TRêS LAGOAS

Novo decreto restringe funcionamento do comércio em todo o Estado

A partir de sexta-feira, até 4 de abril, apenas serviços essenciais vão funcionar em MS

24 MAR 2021 - 18h:58Por Ana Cristina Santos

Diante do atual cenário da pandemia da Covid-19 em Mato Grosso do Sul, que está sem leitos de UTI disponíveis para atender pacientes com o novo Coronavírus e com mortes diárias sendo registradas, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), publicou um novo decreto nesta quarta-feira (24), com medidas restritivas válidas para todo do Estado.

De acordo com o decreto, a partir desta sexta-feira (26), até 4 de abril, poderá funcionar apenas os serviços considerados essenciais. O comércio, por exemplo, não poderá ter atendimento presencial, apenas delivery. Ao todo, 45 atividades foram consideradas essenciais.

O toque de recolher foi mantido das 20h às 05h, durante a semana , e aos finais de semana, das 16h às 05. O horário de restrição de circulação de pessoas nas ruas é válido para todo o Estado.

De acordo com o decreto, podem funcionar fora desse horário apenas os serviços considerados essenciais, serviços de saúde, transporte, fornecimento de alimentos e medicamentos por delivery, farmácias e drogarias, funerárias, postos de combustíveis, indústrias, restaurantes em postos de combustíveis localizados em rodovias e hotéis; hipermercados, supermercados e mercados e transportes intermunicipais.

No caso dos mercados e supermercados, está proibido o consumo de alimentos e bebidas no local e o acesso simultâneo de mais de uma pessoa da mesma família, exceto nos casos em que for necessário o acompanhamento especial. Estão vedados ainda atividades, eventos, reuniões e festividades que possam acarretar em aglomeração de pessoas. Centros esportivos, balneários e salões não poderão funcionar. E até mesmo as atividades e serviços autorizados terão a limitação de atendimento ao público de 50% com distanciamento mínimo de 1,5 metro por pessoa.

Deixe seu Comentário