Rádios On-line

Número de casos de dengue é três vezes maior do que em 2012

Acúmulo de lixo ajuda na proliferação da dengue

29 MAI 2013 - 09h:17Por Arthur Freire/JP

O número de casos notificados de dengue nos cinco meses deste ano já é três vezes maior do que o registrado em todo o ano passado. Em 2012, a Secretaria Municipal de Saúde registrou 2.143 casos suspeitos da doença, enquanto que, de janeiro até ontem, o município já contabilizava 6.550 notificações de dengue em Três Lagoas.

O número de notificações vem oscilando nas últimas semanas. Na de número 16, por exemplo, a secretaria tinha registrado 569 casos suspeitos. Na semana de número 18, 552; na 19, 243; na 20, 352; e na 21, que compreendeu de 19 a 25 de maio, 117 caos suspeitos da doença.

De acordo com a diretora do Departamento de Vigilância e Saneamento, Neide Yuki, com o outono e a chegada do inverno, a tendência é que ocorra uma diminuição nos casos de dengue. No verão, segundo ela, os ovos do mosquito transmissor eclodem com mais facilidade. Com a temperatura mais amena e com o frio, esse processo é mais lento. Entretanto, Neide disse que o mosquito pode se adaptar também a esse período.
 
A diretora explicou que a Secretaria de Saúde não trabalha mais com casos confirmados e sim com os suspeitos, haja vista a quantidade de notificações que o município vem registrando. “Assim que recebemos as notificações, já iniciamos os trabalhos com as bombas leco”, explicou.

Três Lagoas passou a contar com um agravante maior neste ano, que é a circulação do vírus tipo 4, que entrou em ação a partir de abril. Duas mortes por dengue já foram confirmadas neste ano no município. Uma foi de uma mulher residente no bairro Jardim Maristela e outra de um menino de 11 anos, no Jardim Glória.

H1N1
Segundo Neide, a preocupação nesse período aumenta em relação aos casos de gripe, em especial a influenza A (H1N1). Do início deste ano até ontem, o município havia registrado 12 casos notificados da doença. Desse total, nove foram descartados e dois estão à espera do resultado de exames.
O único caso de gripe suína registrado em todo o Mato Grosso do Sul, até o momento, foi em Três Lagoas. O paciente é um homem de 34 anos, morador do Jardim Progresso, que já foi submetido a tratamento e passa bem.

Deixe seu Comentário

RCN LIVE EUGENIO MUSSAK

TVC Canal 13