Rádios On-line
7931

Para Igreja Batista, Natal virou consumismo

Aproveitando a data, é intensificada a evangelização sobre o significado da família cristã

24 DEZ 2008 - 06h:39Por Divulgação

Para os cristãos evangélicos, em especial para os da Primeira Igreja Batista de Três Lagoas, o Natal não representa a principal festa da cristandade. Ela simplesmente lembra o acontecimento bíblico do nascimento de Jesus Cristo, em Belém, na Galiléia, conforme explicou o pastor batista, João Luiz da Silva.
Apesar de não ser a principal data da Igreja, os batistas aproveitam a época para “intensificar a evangelização sobre o significado de celebrar o Natal em família’, comentou o pastor. Ele se referiu ao exemplo de José, esposo de Maria, e a sua preocupação em preservar a integridade física e moral de sua família. Sabendo da perseguição dos soldados de Herodes, rei da Judéia, ele foge para o Egito. Antes disso, a preocupação do casal em encontrar um local seguro, mesmo que tenha sido simples e sem qualquer estrutura, para garantir o nascimento do Menino Deus.
“Seguindo a orientação bíblica, não celebramos o nascimento de Jesus, mas sua morte e ressurreição. No entanto, como orienta o apóstolo Paulo, nas cartas aos Romanos e a Timóteo, devemos aproveitar toda a oportunidade para evangelizar. O Natal é uma dessas fortes oportunidades, porque as pessoas e as famílias ficam mais sensíveis à evangelização e ao recebimento de novas mensagens”, comentou o pastor João Luiz.
“Infelizmente, o Natal virou festa do consumo. Tudo o que se ouve é apelo para a gente consumir mais e mais”, disse. “Procuramos alertar os nossos irmãos batistas quanto a esse apelo exagerado ao consumo e que aproveitem a data para um convívio alegre, sadio e cristão das famílias”, completou. (C.A.)   

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
BAND
7300