Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
BRAÇOS CRUZADOS

Paralisação dos administrativos deixa alunos sem aula nesta terça-feira

Administrativos em educação do Estado reclamam que estão há três anos sem reajuste salarial

2 ABR 2018 - 16h:10Por Ana Cristina Santos

Trabalhadores em educação que atuam nos setores administrativos das unidades escolares de Mato Grosso do Sul cruzam os braços nesta terça-feira (3), em protesto ao reajuste oferecido pelo governo do Estado.

Em razão da paralisação, não haverá aula nas escolas estaduais de Três Lagoas no período da manhã. Na parte da tarde e noite, a previsão é de aula normal.

Segundo a presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Três Lagoas, Maria Laura Castro, a princípio, não haverá aula em nenhum período, porém o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) ficou de apresentar uma proposta na tarde desta terça-feira, durante audiência pública que será realizada, às 14h, pela Assembleia Legislativa.

Os administrativos em educação do Estado recebem um salário de R$ 828, mais um abono de R$ 200. Sem esse abono, que serve de complemento salarial, o piso desses servidores não alcança nem mesmo o salário mínimo, atualizado em R$ 954.

Segundo a presidente do Sinted, os administrativos têm que ter a mesma valorização dos professores. Há três anos, segundo Maria Laura, eles não têm reajuste salarial.

O governo do Estado apresentou uma proposta de 3% para todos os trabalhadores em educação.

 

 

 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13