Rádios On-line
TRêS LAGOAS

Aérea estuda voltar a oferecer voo em Três Lagoas

Movimentação de passageiros diminuiu a cada ano em Três Lagoas

2 FEV 2020 - 09h:00Por Kelly Martins

Inaugurado há sete anos, o Aeroporto Municipal Plínio Alarcon possui atualmente apenas uma empresa área operando em Três Lagoas. A companhia aérea Azul tem um voo diário, para Campinas (SP), com 70 lugares. Para tentar suprir a carência viária, a administração municipal procurou representantes da Passaredo para que a empresa volte a operar na cidade. Os voos comerciais foram retirados em 2018 com alegação de que queda da demanda. 

O secretário municipal de Administração, Gilmar Tabone, disse que mantém negociação com a empresa e que houve sinalização positiva para 2020. “Desde o final do ano passado estamos em contato com a Passaredo, que voltou a operar em Campo Grande e Dourados. Há interesse da empresa em voltar a oferecer voos aqui”, afirmou. 

Caso isso ocorra, a Passaredo irá disponibilizar voos da cidade para Ribeirão Preto (SP). 

Porém, as duas empresas alegam que não há demanda e que o público na região é “apenas” empresarial, em viagens de negócios - pouco para a ampliação da oferta.

TÁXI AÉREO

Apesar da notícia em classificação de possibilidade, Tabone reforça que a administração prevê melhorias para o aeroporto, neste novo ano, e contou que já está em andamento a entrada de uma nova empresa de táxi aéreo. Nesse caso,  são voos de Três Lagoas para Cuiabá, com conexão em Campo Grande, em uma aeronave com capacidade para 15 pessoas. Uma nova reunião com a diretoria da empresa está agendada para o mês de fevereiro. 

GASTO

Embora o aeroporto “sobreviva” apenas com uma empresa, o gasto da prefeitura com a manutenção do local gira em torno de R$ 1,5 milhão por ano, contra uma arrecadação de R$ 400 mil. “Nós não tratamos como gasto, mas, sim, como um investimento financeiro para a população três-lagoense”, contemporizou o secretário. 

EMBARQUE E DESEMBARQUE

Apesar de ter registrado mais de 30,5 mil embarque e desembarque  em 2019, o aeroporto vem apresentando sucessivas quedas de movimentação de passageiros. Se comparado ao ano de 2018, por exemplo,  houve redução de 20% entre embarque e desembarque. O ano de 2014 - período da construção da UFN 3, da Petrobras - foi o que registrou maior movimentação de passageiros no aeroporto: mais de 95.582 pessoas.
 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13