Rádios On-line
PREVISÃO

PIB de Três Lagoas deve crescer 5,5% em 2018

Previsão de crescimento nominal do Produto Interno Bruto do município deve atingir R$ 9,5 bilhões

25 FEV 2018 - 07h:10Por Ana Cristina Santos

A previsão de crescimento nominal do Produto Interno Bruto (PIB) de Três Lagoas para 2018 é de 5,5%, e deve atingir a marca de R$ 9,5 bilhões. A projeção faz parte de um balanço econômico feito pela startup Araúna Inteligência em Dados, empresa três-lagoense que analisou números sobre a geração de empregos, a previsão do PIB e a balança comercial da cidade com dados de janeiro deste ano.

De acordo com o boletim econômico, o volume expressivo do PIB é resultado dos atuais investimentos em cadeias produtivas globais de celulose e soja (Fibria e Cargill, entre outras) e demais investimentos que confirmam Três Lagoas como a segunda maior economia do Estado, atrás apenas de Campo Grande.
A Araúna analisou o PIB no período de 2010 a 2017 e constatou que, em 2013, o Produto Interno Bruto de Três Lagoas teve crescimento de 29%%, enquanto que o do Brasil foi de apenas 3%.

A partir de 2014, com crescimento de apenas 0,5% da economia do país, que teve recuo de -3,6% segundo dados do (IBGE, 2016), mesmo assim, Três Lagoas alcançou crescimento do PIB em 11%.

Ainda de acordo com o boletim, somente em 2017 os sinais da recessão interferiram na economia de Três Lagoas, com projeção de crescimento do PIB em 4%. 

Para este ano, após as medidas fiscais do governo federal, segundo a startup, a economia brasileira dá sinais de recuperação e o Banco Central prevê um crescimento na casa dos 3%, enquanto que o crescimento previsto para o PIB de Três Lagoas para este ano é de 5,5%.

ATÍPICO
Os anos atípicos da variação da taxa do crescimento do PIB de Três Lagoas são aqueles que datam a construção da UFN 3, em 2012, que coincide com o início da produção da Eldorado Brasil, e a parada das obras da Petrobras, em 2014.

Em relação à balança comercial, as exportações de janeiro deste ano registraram um acréscimo de 36,3% em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo US$ 136 milhões diante de tímidos US$ 41,9 milhões de importações. Um superávit de 94,7 milhões de dólares. 

Três Lagoas ficou em primeiro lugar no ranking dos principais municípios exportadores do Estado, com representação de 54% na participação geral das exportações.

Ainda segundo análise realizada pela Araúna, a industrialização de Três Lagoas, que até meados desta década moveu as contratações de mão de obra, é fundamental. Entretanto, oscila em média de 66% anuais entre as contratações e demissões no mercado de trabalho. 

Deixe seu Comentário