Rádios On-line
11594
Nova Estrela 0603

PMA deve fiscalizar Estação de Tratamento de Esgoto

Promotor vai solicitar à Polícia Militar Ambiental (PMA) que faça uma vistoria e um relatório da ETE- São João

22 NOV 2012 - 07h:59Por Arthur Freire

O promotor de Justiça do Meio Ambiente, Antônio Carlos Garcia de Oliveira, disse ao Jornal do Povo que vai solicitar à Polícia Militar Ambiental (PMA) que faça uma vistoria e um relatório da situação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE- Planalto/ São João) da Sanesul, a fim de que se apure se o sistema está funcionamento da maneira correta.

Oliveira informou que isso não deve estar ocorrendo em razão do mau cheiro e nem devido à coloração escura da água que é lançada no Córrego da Onça. Ele informou que a Sanesul não está cumprindo com o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado no ano passado com o Ministério Público Estadual para o cumprimento de algumas obrigações devido à poluição hídrica que estava ocorrendo no Córrego da Onça, local onde é lançado o esgoto tratado. Ele disse que a estatal deve cumprir com essas obrigações urgentes, sob pena de ter que cobrar o que está previsto no TAC.

Entre as obrigações, estava prevista a construção da nova Estação de Tratamento, cuja obra está parada porque, segundo o gerente da Sanesul, Álvaro Ricardo Calábria, a empresa que estava executando o serviço faliu. Antônio Carlos disse que isso não serve como justificativa, já que a estatal tem a obrigação de cumprir com o prazo estabelecido e fazer o tratamento correto do esgoto. “Ela tem que criar alternativas para evitar e minimizar os problemas. A Sanesul está pisando na bola”, comentou. A reportagem tentou por diversas vezes falar com o gerente para obter informações sobre como o tratamento do esgoto vem sendo realizado, mas ele não atendeu às ligações.

 

 

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13