Rádios On-line

PMA intensifica fiscalização no feriado prolongado

Na manhã de hoje, o comandante da PMA, tenente Gildo de Souza, participou ao vivo do programa RCN Notícias da Rádio Cultura FM

14 NOV 2012 - 09h:11Por Rafael Rossi

Feriado prolongado, aliado ao calor intenso, é um dos fatores que contribuem para o aumento do fluxo de pessoas em busca de lazer nos rios. Muitos, inclusive, aproveitam para pescar, só que desde o dia cinco a pesca está proibida em razão da Piracema.Por esse motivo, a Polícia Militar Ambiental (PMA) vai intensificar a fiscalização durante esse feriado prolongado (amanhã, 15 de novembro, Proclamação da República, e na sexta-feira, ponto facultativo nas repartições públicas).

Na manhã dessa quarta-feira, o comandante da PMA, tenente Gildo de Souza, participou ao vivo do programa RCN Notícias da Rádio Cultura FM e falou sobre a “Operação Proclamação da República”, que começa ao meio dia de hoje e só termina na próxima segunda-feira. Ele informou que todo o efetivo será utilizado nesse período, já que a área de atuação da PMA é grande. “Temos que diminuir a escala para intensificar a fiscalização”, destacou.

De acordo com o oficial, é comum o aumento de pessoas nas margens dos rios em época de feriado prolongado. “As pessoas acabam aproveitando para dar uma pescadinha, que está proibida, com exceção dos peixes exóticos, como o tucunaré e curvina, por exemplo, em que é permitida a captura nesse período. Por isso, a PMA estará intensificando a fiscalização nos rios, de olho para evitar abusos”, adiantou.

O comandante orientou que os pescadores profissionais, inclusive fiquem em casa “quietinhos”, só vendendo o pescado que declarou ter em estoque, já que a pesca está praticamente proibida nesse período da piracema.
Ainda de acordo com Gildo de Souza, sempre existem pescadores profissionais, ou turistas que não respeitam a lei. “Infelizmente tem um, ou outro que não respeita, por isso que intensificamos a fiscalização nesse período, e eles acabam sendo punidos”, destacou.

Durante o RCN Notícias, o comandante disse que, infelizmente muitas pessoas jogam lixos às margens dos rios durante a pescaria. “É grande a quantidade de lixo que encontramos às margens dos rios. São garrafas pet, lata de cerveja, plásticos, entre outros materiais que, com uma chuva acabam indo parar no leito do rio”, comentou.

O período da piracema no rio Paraná teve início no dia 1º de novembro, e nos demais rios do Estado no dia 3 desse mês. Nesse período é comum ver pessoas nas beiras dos barrancos pescando com vara, principalmente piauzinho, o que é proibido. “Em hipótese alguma isso é permitido”, frisou o comandante da PMA.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13