Rádios On-line
TÁTICAS

Polícia pode pedir bloqueio de contas bancárias de suspeito por feminicídio

Polícia pode pedir bloqueio de contas bancárias de suspeito por feminicídio

15 JAN 2018 - 15h:10Por Valdecir Cremon

Duas táticas de investigação poderão ser adotadas pela Polícia Civil na tentativa de capturar, dentro do período de flagrante - que vence às 16h30 desta segunda-feira (15) - o ex-gerente industrial Renato Bastos Otoni, suspeito pela morte da ex-mulher Halley Coimbra Ribeiro, de 39 anos, ocorrida no domingo. 

A mulher foi morta com três tiros, pelas costas, na cozinha da casa da família, no bairro Santa Júlia, em Três Lagoas. Duas crianças pequenas, filhas do casal, e uma filha de Halley, de 15 anos, estavam na casa. Nenhuma se feriu.

O rastreamento do telefone celular de Otoni e o possível bloqueio de contas bancárias e cartões de crédito são táticas comuns em casos assim. A delegada Letícia Mobis, responsável pelo caso, prefere não dar detalhes da investigação. 

"Não temos, ainda, como fazer o bloqueio de contas, mas essa possibilidade existe", resumiu a policial. A medida depende de autorização judicial, que pode ser pedida junto com um possível pedido de prisão preventiva de Otoni. O rastreamento de celular também depende de autorização judicial. (Colaboraram Ana Cristina Santos e André Barbosa)

 

Deixe seu Comentário