Rádios On-line

Polícia prende parte do bando de ladrões de caminhonetes

Dupla é suspeita de integrar quadrilha composta por cinco bandidos, todos de Três Lagoas

10 JAN 2013 - 07h:45Por Arthur Freire/JP

Policiais do Serviço Reservado da PM, Rondas Ostensivas do Interior (Rotai) e da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) conseguiram prender dois dos cinco integrantes da quadrilha responsável por roubos de caminhonetes em Três Lagoas nos últimos dias.

A operação foi desencadeada na noite de terça-feira, por volta das 20h30, quando chegou ao conhecimento da polícia o caso de mais um roubo de caminhonete, uma Toyota Hilux, na rua João Dantas Filgueiras, bairro Nossa Senhora Aparecida. 
Segundo informações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), desde o início dos assaltos a polícia estava concentrando suas atenções nos bairros Vila Nova, Vila Alegre, Vila Piloto e Cinturão Verde, região aonde boa parte dos veículos era levada. Após o último assalto, as equipes tiveram sucesso em encontrar o novo ponto de desova dos utilitários roubados da quadrilha – o primeiro havia sido descoberto pelos policiais na última sexta-feira, em uma residência em construção no bairro Jardim América. Uma caminhonete Hilux foi recuperada naquele mesmo dia. Tratava-se de uma área de pastagem no Cinturão Verde. 
No terreno, os policiais encontraram, em meio à vegetação, a Mitsubishi L200 Triton, roubada na noite de segunda-feira, e a caminhonete roubada minutos antes.

As equipes também flagraram o momento em que três integrantes da quadrilha chegaram em um veículo cujo modelo não foi divulgado. Segundo o delegado Ailton Pereira de Freiras, da DIG, o motorista do carro foi até o local para deixar os dois integrantes responsáveis pelo transporte dessas caminhonetes até o seu destino. 

PRISÕES
Um dos acusados, Renan da Silva Figueiredo, 23 anos, foi preso em flagrante. Enquanto isso, os dois comparsas – já identificados pela polícia - conseguiram fugir, um de carro e outro a pé, escondendo-se pelo mato. Ao delegado, Renan confessou sua participação em dois assaltos.

Na casa do acusado, os policiais encontraram a arma de fogo, calibre 38, com quatro balas.

A operação seguiu pela noite e os policiais conseguiram prender Maycon Willian Araújo da Silva, conhecido como Maguila, também de 23 anos. O acusado foi detido quando chegava à casa dele, na rua Marcílio Dias, no bairro Vila Nova. Entretanto, ele nega a participação no esquema.

Os dois detidos foram autuados em flagrante e já foram encaminhados para o Presídio de Segurança Média, em Três Lagoas. Segundo o delegado Ailton Pereira, os dois seriam responsáveis pelos assaltos e pelo transporte dos veículos a outro ponto de entrega. No caso das duas últimas caminhonetes, os dois responsáveis pelo transporte, Renan e o outro suspeito que conseguiu fugir, receberiam R$ 1 mil pelo serviço, conforme informações da Polícia Militar.

“Ao todo, esta quadrilha é composta por cinco integrantes, todos de Três Lagoas. Nós conseguimos prender dois, mas já identificamos todos eles. Os outros ainda estão sendo procurados. Assim que conseguirmos localizar os líderes da quadrilha, conseguiremos descobrir qual o destino dessas caminhonetes e também a participação de cada um no esquema”, completou o delegado Ailton.

A polícia também conseguiu apreender a motocicleta que seria utilizada nos assaltos.

INVESTIGAÇÕES
Das oito caminhonetes roubadas, todas de modelos de luxo como L200 Triton e Hilux, da Toyota, três foram recuperadas pela polícia. A DIG informou que as investigações continuam para localizar os outros suspeitos, até o momento identificados como Edmir Pires Ferreira Neto, 20 anos, que faria o transporte de uma das caminhonetes para a região do Alto Sucuriú; Heitor Ferreira Gomes, 20 anos, que dirigia o carro usado para levar os suspeitos ao local onde estavam escondidos os veículos roubados; Fábio Ferreira Gomes, 21 anos, cuja participação não foi divulgada, e Alessandro da Silva Paixão, proprietário da casa no Jardim das Américas, usada como primeiro esconderijo das caminhonetes. Conforme Freitas, Alessandro e Heitor são apontados como os líderes da quadrilha.

Os acusados deverão responder por roubo qualificado e formação de quadrilha. No caso de Renan, ainda há o crime de posse ilegal de arma de fogo. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13