Rádios On-line

Porto seco será implantado na região da Cascalheira

Porto seco deverá melhorar escoamento da produção três-lagoense

15 MAI 2013 - 08h:51Por Arquivo JP

O estudo de viabilidade para a implantação de um porto seco em Três Lagoas já foi concluído. Agora, a Prefeitura contratou uma empresa de consultoria especializada para elaborar uma pesquisa operacional do fluxo de cargas, um levantamento planialtimétrico e um estudo geotécnico para a implantação da infraestrutura do porto fluvial em Três Lagoas.

O projeto técnico será elaborado pela empresa Ega Construções e Intermediações Ltda, contratada por R$ 850 mil para executar esse levantamento. Segundo o secretário de Assuntos Governamentais, Walmir Arantes, o levantamento deve ser concluído dentro de quatro meses.

Ele informou que o estudo de viabilidade econômica e técnica tem por objetivo a instalação de um porto seco na região da cascalheira. De acordo com o secretário, Três Lagoas é uma cidade em crescimento e com uma logística privilegiada. Por esse motivo, necessita ter um modal que atenda à hidrovia, ferrovia e à rodovia.

Arantes comentou que, em breve, as empresas vão precisar fazer o transporte pela hidrovia Tietê-Paraná. Ele mencionou, como exemplo, a fábrica de Fertilizantes da Petrobras. Para o secretário, é preciso encontrar mecânicos e melhorar a logística, para que as indústrias consigam transportar seus produtos até o Porto de Santos com um custo mais baixo. Essa, inclusive, tem sido uma das principais reivindicações dos empresários. “A hidrovia é um facilitador”, frisou.

COMPLEXO
De acordo com o secretário de Assuntos Governamentais, o estudo sobre o porto seco já foi concluído e apontou que a implantação desse empreendimento no município é viável. Ele disse que ainda não analisou com detalhes o relatório desse projeto, porém, adiantou que o porto seco deve ser instalado nas proximidades da empresa Metalfrio.

O objetivo, segundo Arantes, é instalar um empreendimento próximo ao outro. “A intenção é construir um anel rodoviário nessas imediações. Teremos o porto fluvial na cascalheira e o porto seco nas proximidades. Isso tudo próximo ao aeroporto”, adiantou. O secretário não soube precisar se esses empreendimentos entram em funcionamento neste ano, mas garantiu que, em 2014, quando a fábrica de fertilizantes estiver operando, todos eles devem estar em atividade.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13