Rádios On-line

Potenciais fornecedores da Petrobras são orientados em Brasilândia

Sebrae apresenta programa da cadeia produtiva do petróleo, gás e energia

19 MAR 2013 - 09h:50Por Divulgação

Equipe do Sebrae apresentou na última sexta-feira, em Brasilândia, os programas desenvolvidos pelo Sebrae no âmbito do Prolocal, que incentiva as compras público-privadas dos pequenos e microempreendedores, incluindo sua presença na cadeia produtiva do petróleo, gás e energia. 

Os programas foram apresentados pela gerente do Sebrae de Três Lagoas, Josi Signori, pelo analista Luiz Fernando Nunes e o representante da Unidade da Indústria e Projetos Estruturantes, Yuri Miranda. 

Os técnicos do Sebrae se reuniram com o prefeito Jorge Diogo (PT), a vice-prefeita Márcia Amaral, o secretário de Planejamento e Finanças, Valdeíres Bento dos Santos, de Assistência Social, Eliane Lopes Leite, e da Educação, Débora Ladeia.

PROLOCAL
O Prolocal, que busca a municipalização da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, foi apresentado como instrumento de estímulo e potencialização do comércio local e já atende à praticamente toda a região do Bolsão. Pela Lei Geral, as operações de compra e venda são simplificadas, desburocratizam o pagamento de impostos e a abertura de empresas, além de facilitar o acesso às linhas de crédito, facilitando ainda a participação das pequenas empresas em processos licitatórios e acesso à tecnologia.

Segundo o Sebrae, o objetivo do Prolocal é contribuir para o crescimento das micro e pequenas empresas, ampliando a participação no mercado. A Prefeitura de Brasilândia foi orientada a promover audiência pública com o objetivo de mobilizar o comércio e assegurar sua regularização.

“O Sebrae vai trabalhar com a adequação e orientação para que o empreendedor se regularize e se torne um potencial fornecedor para grandes empresas ou até para a Prefeitura. Se o  município tiver a demanda e o pessoal, o Sebrae vem para fazer essa parte”, disse Yuri Miranda.

CADEIA PRODUTIVA
Em relação à cadeia produtiva do petróleo, gás e energia, o analista do Sebrae explicou que o programa objetiva tornar pequenas empresas de Brasilândia potenciais fornecedores para a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN III), que está sendo construída entre Três Lagoas e Brasilândia, e da Usina Termelétrica Luis Carlos Prestes.

O programa da cadeia produtiva começou a ser desenvolvido em abril do ano passado e identificou em Brasilândia e Três Lagoas empresas que podem aproveitar as oportunidades de negócios e se tornarem potenciais fornecedores da Petrobrás e empresas vinculadas às operações da estatal na região.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13