Rádios On-line
9248
MEIO AMBIENTE

Prédio da PRF na Lagoa pode dar lugar a secretaria

Em troca, PRF quer que a prefeitura construa um prédio na BR-262

10 SET 2019 - 18h:50Por Ana Cristina Santos

O prédio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), na circular da Lagoa Maior, em Três Lagoas, pode abrigar a Secretaria Municipal do Meio Ambiente. Isso pode ocorrer, caso a PRF aceite fazer uma permuta com a prefeitura em troca da construção da nova sede da polícia, na BR-262, saída para Campo Grande.

Antes mesmo do início das obras na Lagoa  houve essa tentativa por parte da prefeitura, porém sem sucesso, já que tinha prazo para o início da construção, sob pena da PRF perder o recurso destinado para esta finalidade. Agora, com a obra já quase pronta, a PRF apresentou essa proposta para permutar o prédio em troca de outra construção às margens da rodovia.

Nesta segunda-feira (9) o prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) esteve na Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, em Campo Grande, para discutir o assunto.

A assessoria jurídica da prefeitura estuda a legalidade. Caso não tenha nenhum empecilho, um projeto nesse sentido será encaminhado para parecer da Câmara de Vereadores.

Inúmeras foram as reportagens publicadas pelo Jornal do Povo e JPNews mostrando os impactos negativos que essa obra da PRF pode ocasionar em um dos principais cartões postais da cidade. A Lagoa Maior pode virar depósito de veículos apreendidos. Além da poluição visual tem a preocupação com a questão ambiental.

Além do prefeito participaram da reunião, o  assessor jurídico da prefeitura, Luiz Henrique Gusmão, o superintendente da Secretaria de Patrimônio da União, Luiz Ribeiro Rosa, o deputado Estadual Eduardo Rocha, e o superintendente da PRF em MS,  Luiz Alexandre Gomes da Silva, além de técnicos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13