Rádios On-line

Prefeitura decide manter projeto AABB Comunidade

Programa já funciona há mais de dez anos no município

21 FEV 2013 - 07h:29Por Redação

A Prefeitura vai renovar o convênio com a Fundação Banco do Brasil para garantir a continuidade do projeto AABB Comunidade, que atende a mais de 450 crianças e jovens. Segundo o secretário de Assuntos Governamentais, Walmir Marques Arantes, o convênio será renovado com a Secretaria de Educação e não mais com a de Assistência Social, conforme exigência da Fundação Banco do Brasil.

De acordo com o secretário, a prefeita Márcia Moura (PMDB), em nenhum momento, pensou em interromper o projeto.  Ele disse que o Banco do Brasil informou à Prefeitura a necessidade de o convênio ser feito com a Educação apenas no final de janeiro. “Foi uma surpresa. Eles nos comunicaram sobre essa exigência depois que o orçamento já estava aprovado”, destacou.

Mesmo com o orçamento já definido, segundo Walmir Arantes, a prefeita resolveu “sacrificar” outros gastos para manter esse projeto. “A prefeita vai sacrificar outros gastos para manter esse projeto, que é de extrema importância para as crianças. O programa já funciona há mais de dez anos e não será agora que deixará de funcionar”, salientou.

Arantes explicou que o programa AABB Comunidade não pode mais ser mantido com recursos do Fundo de Investimento Social (FIS) e sim com verba da educação, já que precisa ter caráter educacional. Ele informou que a Prefeitura repassa R$ 120 mil por mês para auxiliar no projeto. Por ano, são cerca de R$ 1,5 milhão.
A previsão, conforme o secretário, é de que o convênio seja renovado em março, e tão logo isso aconteça, o programa será retomado. Ele informou que a transferência dos alunos para o Cras “Coração de Mãe” foi uma medida paliativa até que fosse encontrada uma solução para o problema. “A prefeita tem uma responsabilidade com a educação, por isso, jamais pensou em acabar com o projeto”, frisou.

VEREADORES
Na sessão dessa terça-feira, várias mães de alunos que frequentavam o projeto AABB Comunidade estiveram no plenário da Câmara Municipal para pedir o apoio dos vereadores. Vários deles, inclusive, utilizaram a tribuna para se solidarizarem a elas, e se comprometeram em verificar o que estava ocorrendo, na tentativa de que o projeto fosse retomado. “Com essa ação conjunta entre Prefeitura e vereadores, quem ganha é a população”, acrescentou o secretário Walmir Arantes.

O projeto AABB Comunidade funciona desde 1997 e atende a 450 crianças e adolescentes, na faixa etária de 6 a 18 anos. No período contrário ao da escola, os alunos frequentam o projeto, no qual são realizadas atividades socioeducativas, culturais, artísticas, esportivas, entre outras. O projeto de Três Lagoas é considerado o maior do Estado e o terceiro maior do Brasil. Em razão da qualidade do atendimento prestado no AABB, apenas 40 crianças e jovens optaram em ir para o CRAS.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13