Rádios On-line
DATERRA QUER ALUGAR MOBILE
EFEITO COVID-19

Prefeitura estuda flexibilizar decreto que restringe funcionamento do comércio

Prefeitura de Três Lagoas pode autorizar abertura de estabelecimentos por setores

28 MAR 2020 - 08h:05Por Ana Cristina Santos

Sem nenhum caso do novo coronavírus confirmado em Três Lagoas, uma equipe da prefeitura, que compõe o comitê de enfrentamento da Covid-19, estuda flexibilizar o decreto que restringiu o funcionamento da maioria dos estabelecimentos comerciais da cidade, suspendeu aulas, fechou as repartições públicas, implantou o toque de recolher, proibindo a circulação de pessoas nas ruas das 20h às 5h, com exceção de quem está em deslocamento ao trabalho, ou  os entregadores delivery, e incentivou o isolamento social.

O secretário-geral da prefeitura e presidente do comitê, Cassiano Maia,  disse que possíveis alterações começaram a ser analisadas nesta quinta-feira, diante do impacto econômico causado ao município. Maia destacou que as medidas adotadas pelo comitê foram necessárias para evitar casos de coronavírus na cidade, tanto que, não houve registros positivos  nenhum até esta sexta-feira. Dos 11 casos notificados, nove foram descartados e dois aguardam resultados de exames. Os dois últimos casos foram notificados na tarde de ontem e são de duas pessoas idosas.

O secretário destacou que, as medidas previstas no decreto, em vigor na segunda-feira (23) com duração de 15 dias, são flexíveis, e que precisam ser analisadas diariamente. Sobre o comércio varejista e prestadores de serviços, disse que o retorno do funcionamento deve ser gradativo e por setores. 

Ontem, centenas de comerciantes promoveram uma carreata, no centro da cidade, como protesto contra a manutenção das restrições ao varejo. A prefeitura anunciou que  estuda autorizar a abertura de parte das lojas a partir de terça-feira (31), com a publicação de novo decreto no Diário Oficial do Município na segunda.

As casas lotéricas deverão reabrir, assim como as agências bancárias, mas com recomendações, evitando, principalmente aglomerações.
No decreto atual, apenas os serviços considerados essenciais podem funcionar, como supermercados, farmácias, lojas pets e agropecuárias, outros, com atendimento interno ou meia porta, como as borracharias, por exemplo.

TRANSPORTE
O secretário adiantou que o transporte interestadual,  e o coletivo permanecem suspensos e a rodoviária fechada. A intenção é evitar que pessoas de outras cidades, que estejam eventualmente com o vírus, tenham contato com passageiros.

Cassiano Maia informou também  que a barreira sanitária será reforçada para fiscalização de entradas na cidade para verificação de sintomas da Covid-19. 

ABERTOS
Ainda segundo o secretário, há possibilidade das clínicas, laboratórios,  consultórios médicos, cartórios e escritórios reabrirem na próxima semana. Restaurantes e lanchonetes poderão entrar na lista, mas também com restrições. O toque de recolher deve ser ampliado das 20h para às 22h, até às 5h.

AULAS
As aulas nas escolas municipais permanecerão suspensas, sem previsão de retorno.

O secretário destacou que, Três Lagoas ainda não tem casos confirmados por conta de medidas restritivas e que o momento é de cautela e prevenção, já que o pico de possíveis casos de Covid-19 está previsto para abril.

Nesta semana, o prefeito Ângelo Guerreiro (PSDB) anunciou a entrega de 2,5 mil cestas básicas a famílias carentes da cidade e também a prorrogação das taxa de fiscalização de publicidade e de alvará de 31 de março para 30 de junho.

 

Deixe seu Comentário

setpar mobile

TVC Canal 13