Rádios On-line
TRêS LAGOAS

Presidente da Suzano vê Fibria como favorita na compra da Eldorado

A compra da Eldorado seria interessante para a Fibria, porque traria ganhos nas áreas florestal

16 AGO 2017 - 14h:07Por Ana Cristina Santos

Para o presidente da Suzano Papel e Celulose, Walter Schalka, a Fibria seria a compradora natural da Eldorado Brasil, fábrica de celulose instalada em Três Lagoas.

Schalka acha difícil uma empresa concorrente comprar a fábrica por R$ 15 bilhões, preço que teria sido oferecido pela empresa Asiática AAP, conforme divulgado pela imprensa. A chilena Arauco negociava inicialmente a compra da Eldorado pelo valor de R$ 14 bilhões.

Segundo o presidente da Suzano, o ativo é bom e vale um preço “razoável”, e o comprador natural do ativo, conforme ele, seria a brasileira Fibria, por causa das sinergias presentes. Ambas têm fábrica em Três Lagoas.

De acordo com o Jornal Valor Econômico, Schalka não vê problemas em iniciar conversas sobre uma possível fusão entre a Suzano e a Fibria.

No final do mês passado, o presidente da Fibria, Marcelo Castelli, disse que a companhia estava pronta para fazer oferta pela Eldorado Brasil.

A compra da Eldorado seria interessante para a Fibria, porque traria ganhos nas áreas florestal, industrial, de suprimento, de logística, além de redução no número de funcionários, já que as duas companhias possuem fábricas instaladas em Três Lagoas.

Ainda de acordo com o presidente da Fibria, a decisão desse “jogo de xadrez” está nas mãos dos acionistas da Eldorado.

Deixe seu Comentário