Rádios On-line
BENEFÍCIO

Previdência gasta quase R$10 mi em auxílio-doença a trabalhadores de Três Lagoas

Levantamento aponta que em 5 anos, Três Lagoas teve 1,5 mil trabalhadores afastados por acidente de trabalho

8 MAR 2018 - 07h:10Por Tatiane Simon

A Previdência Social gastou R$ 9,930 milhões com o pagamento de auxílio-doença a trabalhadores afastados por acidente de trabalho somente em Três Lagoas de 2012 a 2017. O dado é do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, desenvolvido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Neste período, o levantamento contabilizou 1.509 afastamentos. Quase a metade dos benefícios concedidos foi por fraturas – 738 casos. O transporte rodoviário de cargas aparece como a atividade econômica com maior frequência em envolvimento com os afastamentos.

Em 2017, o estudo mostra que o gasto com a liberação de auxílio-doença foi de R$ 861 mil para 206 trabalhadores afastados. O prejuízo foi de 17.212 dias de trabalho. O setor mais afetado foi o da fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel seguido por transporte rodoviário de carga. Criação de bovinos aparece em terceiro lugar. A maioria dos acidentes foi por fratura, com 110 registros.

Dos cinco anos avaliados, 2012 ganha destaque pelo volume de afastamentos acidentários concedidos e pelo impacto previdenciário neste ano. Ao todo, 342 trabalhadores tiveram o benefício de auxílio-doença concedido. Isso resultou em gastos de R$ 2,5 milhões e em mais de 55 mil dias de trabalho.

Quanto ao ano que teve menor gasto, foi o de 2015, com 205 afastamentos por acidente de trabalho. O gasto foi de R$ 1,3 milhão com a perda de quase 28 mil dias de trabalho.

Deixe seu Comentário