Rádios On-line
8991
ESPECIAL 104 ANOS

Quais são as próximas etapas da vida da Capital Mundial da Celulose?

Depois da pecuária e da explosão industrial dos últimos 10 anos, cidade avança para a prestação de serviços e o varejo

15 JUN 2019 - 08h:17Por Ana Cristina Santos

A instalação de um shopping center e de “atacarejos”, que são setores de prestação de serviços, até o final deste ano, vai proporcionar a criação de um polo de atração regional para compras, com capacidade de atração de consumidores de cidades vizinhas, segundo estimativa do economista e professor da UFMS - Campus de Três Lagoas, Marçal Rogério Rizzo. “Isso vai evitar, também, que moradores saiam daqui para comprar em outras cidades. E esses empreendimentos ainda são importantes para geração de emprego e impostos”, destacou Marçal.

Mas, como explicou o diretor de Cultura, Rodrigo Fernandes, o desenvolvimento de Três Lagoas deve ser constante porque a cidade possui localização geográfica privilegiada, tem capacidade hidroviária e hídrica como poucos lugares, o que atrai os investimentos. “Três Lagoas está no centro da América do Sul e isso faz com que, em determinados períodos, as confluências dessas riquezas, dessas responsabilidades, proporcionem o desenvolvimento. Nos próximos anos a cidade vai passar por novos processos de crescimento, fazendo com que o município esteja ainda mais no cenário do desenvolvimento nacional, regional e internacional”, destacou.

MAIS INDÚSTRIAS 
Neste ano, Três Lagoas deve receber investimentos, como uma fábrica de papel, uma cervejaria e uma metalúrgica. A empresa Unir projeta investir R$ 102 milhões e gerar 120 empregos diretos. As obras devem começar no segundo semestre.

A cervejaria, do Rio de Janeiro, possui projeto com investimento R$ 300 milhões e previsão de abrir 300 empregos.

De acordo com o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, José Aparecido de Moraes, uma fábrica de ligas metálicas vai investir R$ 700 mil e gerar 50 empregos. O projeto de concessão de área será encaminhado à Câmara neste mês. 

Em 2020 recomeçam as obras da fábrica de fertilizantes da Petrobras por um grupo russo, que deve atrair investimentos e contribuir para a geração de empregos e economia da cidade, dizem especialistas.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13