Rádios On-line
NO VERMELHO

Quase 200 consumidores de Três Lagoas começam 2018 com o ‘nome sujo’

Homens representam 70% dos devedores no comércio local

18 JAN 2018 - 09h:26Por Tatiane Simon

O ano começou “no vermelho” para 176 consumidores de Três Lagoas, segundo levantamento obtido pelo JPNEWS por meio da Associação Comercial e Industrial (ACI) do município. Com isso, o comércio local deixou de receber R$ 89.979,89 referente ao montante das dívidas não pagas pelos três-lagoenses no mês de dezembro de 2017 e que, consequentemente, começaram 2018 com o nome negativado.

O número de clientes que iniciaram 2018 na lista dos inadimplentes é 85% maior que o mesmo período no ano passado, quando foram registrados 95 clientes. A quantidade de ocorrências também apresenta crescimento – o dobro entre um ano e outro. Conforme o levantamento, em dezembro de 2016 foram contabilizadas 114 ocorrências, ao passo que, no ano passado, foram 228.

Com o aumento da inadimplência, o calote no comércio local é 91% maior em 2017 em relação ao ano anterior, que registrou um débito de R$ 47.097,78.

De acordo com a ACI, o número a quantidade de débitos incluídos é maior que o de clientes, porque um consumidor pode ter mais de uma dívida em aberta no comércio. O levantamento mostra que 83% dos inadimplentes possuem apenas uma dívida não paga no comércio local.

O fechamento de 2017 aponta que das 228 ocorrências, 125 delas se referem à débitos de até R$ 500. O montante representa R$ 32.181,56 dos quase R$ 90 mil.

Perfil

Outro destaque é que, homens são mais devedores que as mulheres em Três Lagoas. Dos 176 clientes inadimplentes, 123 são homens contra 53 mulheres. Entre os devedores homens, 23% deles tem até 40 anos de idade e representam a maioria. Entre as mulheres, a faixa mais inadimplente é com até 50 anos – 17 das 53 devedoras.

Deixe seu Comentário