Rádios On-line
ENCONTRO DE MOTOCICLISTAS

Rede feminina não realizará mais o Motorfest

Depois do Rotary Club, agora chegou à vez da Rede Feminina desistir do evento

9 MAR 2019 - 07h:06Por Ana Cristina Santos

Um dos principais eventos de Três Lagoas pode deixar de existir depois de 17 anos. Depois do Rotary Club, agora chegou à vez da Rede Feminina de Combate ao Câncer anunciar que não ficará mais responsável pela realização do encontro de motociclistas da cidade, o Motoshow, ou Motorfest.

O evento que ocorre em Três Lagoas, desde 2002, foi idealizado pelo promotor de Justiça, Antônio Carlos Garcia de Oliveira. No entanto, em 2016, ele se afastou da organização do evento por uma série de fatores, principalmente devido a problemas relacionada à fiscalização excessiva por parte da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o que teria contribuído para redução de público no evento, que ocorre em agosto, no Arenamix.

Em 2017 o Rotary Club decidiu que não realizaria mais o encontro de motociclistas devido ao público reduzido que começou a ocorrer a partir de 2015. O Rotary alegou que não estava mais conseguido arrecadar os recursos necessários para reverter em prol das entidades da cidade. Para se ter uma ideia, da importância social do evento, em 2014, o Rotary conseguiu construir o prédio da Rede Feminina de Combate ao Câncer com recursos arrecadados no Motoshow. 

Após desistência do Rotary, a própria Rede Feminina anunciou que assumiria a organização do evento, que passou a se chamar Motorfest. Mas, após dois anos, a direção da entidade anuncia que não vai promover mais a festa, sob a alegação de falta de mão de obra.

 De acordo com a presidente da Rede, Ivanir Batista, esse é um evento que requer a ajuda de muitas pessoas, e como a entidade é composta na sua maioria de mulheres, fica difícil organizar um evento desta envergadura. Além disso, alega que o recurso arrecadado no evento organizado pela Rede foi “troca de figurinha”.

Deixe seu Comentário