Rádios On-line
RETOMADA

Representantes da Sinopec vêm a cidade tratar da UFN3

Empresários chineses podem assumir obra paralisada há 17 meses

21 MAI 2016 - 10h:30Por Ana Cristina Santos

Representantes da empresa Sinopec Petroleum, da China - que formava com a brasileira Galvão Engenharia o Consórcio UFN 3 - estarão em Três Lagoas na próxima quarta-feira (26) para se reunir com o secretário de Desenvolvimento Econômico, André Milton. Eles vêm tratar da fábrica de fertilizantes nitrogenados da Petrobras. A Sinopec pretende ser parceira da Petrobras para retomada das obras e exploração da produção de fertilizantes nitrogenados, segundo André Milton.

Representantes de outras empresas, cujos nomes não foram divulgados, também participarão do encontro.

Ao mesmo tempo em que a Sinopec traz esperança para a retomada da obra, a Petrobras demonstra que pretende retomar o projeto de instalação da Unidade de Fertilizantes Nitrogenados (UFN 3). As obras começaram em 2011, com previsão de entrar em operação no final de 2014. No entanto, em dezembro de 2015, a instalação foi paralisada após a estatal romper contrato com o consórcio.

Mesmo com as obras paradas há um ano e cinco meses, a Petrobras busca uma “estrutura de negócios” que não onere a companhia para concluir a fábrica. Em nota emitida dia 13, a estatal afirmou que o projeto tem 84% de seu cronograma cumpridos. Cerca de R$ 3,5 bilhões foram investidos na unidade.

Quando entrar em operação, a fábrica poderá reduzir a dependência do Brasil quanto à importação de insumos agrícolas nitrogenados. 
No início do mês, a estatal protocolou no Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) pedido de renovação da licença de instalação da unidade. 

O secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, disse que o pedido da nova licença será usado como moeda de troca. “A partir da próxima semana vamos retomar essa discussão com o governo federal ou a diretoria da Petrobras para saber quais serão os caminhos da UFN 3”, declarou.

Para a entrega do documento, o governo quer uma garantia de que a estatal vai concluir o empreendimento. “Assim que esse processo técnico terminar, vamos discutir com a Petrobras para saber como e até quando a obra será concluída, para concedermos a licença. Quando a análise terminar, esse será um instrumento para irmos à Petrobras saber mais da UFN 3”, adiantou.

Na sexta-feira (13), quando esteve em Três Lagoas para um encontro político, a deputada federal Tereza Cristina (PSB) disse que pretende cobrar do novo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, apoio para a retomada das obras.

 

Deixe seu Comentário