Rádios On-line
PRISÃO PREVENTIVA

Reviravolta no caso de tentativa de feminicídio em Três Lagoas

Mulher diz em depoimento à polícia que tentou matar o acusado com uma faca

23 JAN 2018 - 11h:37Por Valdecir Cremon

A investigação de uma tentativa de feminicídio ocorrida em Três Lagoas teve uma reviravolta na manhã de hoje (23), após a apresentação do principal acusado do crime à Polícia Civil. A mulher, tratada até agora como vítima, disse em depoimemto que tentou matar o ex-companheiro, que foi preso preventivamente.

A delegada Letícia Mobis, da Delegacia da Mulher, explicou que Édson Santos se apresentou acompanhado de um advogado e que negou o crime. Ele foi preso em seguida com base em mandado judicial conseguido pela Polícia Civil na sexta-feira, dia 19, data do crime. 

A prisão preventiva determina que o suspeito fique na cadeia até a conclusão do inquérito, salvo por nova ordem judicial. 

De acordo com a polícia, Vanessa Pereira Barros, de 32 anos, afirmou que foi ela quem tentou matar o ex-companheiro durante uma briga do casal. Havia suspeita de que ela teria um caso extraconjugal com um vizinho, que acusa Édson de tentativa de homicídio.

Na briga, Vanessa sofreu golpes de faca no pescoço, braço e costas. Ela foi socorrida por uma vizinha e levada ao Hospital Auxiliadora, onde passou por cirurgias e foi liberada no domingo. No mesmo dia, voltou para a casa, num conjunto de quitinetes no bairro Jardim Alvorada, e disse a vizinhos que iria embora da cidade.

Édson permaneceu foragido até a manhã de hoje.

No dia do crime, o vizinho afirma ter siso mantido em cárcere privado, durante uma sessão de pancadaria e ameaças de morte. Édson estaria armado com uma faca. Ele nega. (Colaboraram André Barbosa e Tatiane Simon)

 

 

Deixe seu Comentário