Rádios On-line
SHOW DE PRÊMIOS TONHÃO
DATERRA QUER ALUGAR MOBILE
ROTINA

PMA prende e autua mais um por pesca predatória

Dessa vez, o pescador foi preso na região da 'Cascalheira'

30 JUL 2020 - 15h:42Por Israel Espíndola

Mesmo sabendo que é crime ambiental pescadores infringem a legislação e tentam pescar com redes, para coibir essa prática a Polícia Militar Ambiental intensifica a fiscalização no rio Paraná, e na noite de quarta-feira (29), um homem, de 37 anos, acabou preso na região conhecido como “Cascalheiras”.

De acordo com as informações, uma guarnição da PMA realizava fiscalização fluvial quando avistou o pescador com petrechos proibidos.

O infrator foi surpreendido em flagrante armando os petrechos ilegais, porém, acabara de iniciar a pescaria e não teve tempo de capturar nenhum pescado. Duas redes de pesca emendadas, medindo 100 metros foram apreendidas. O pescador, residente em Três Lagoas, foi autuado administrativamente e multado em R$ 2.500,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de um a três anos de detenção.

Pesca predatória é crime

Trabalhos preventivos dessa natureza são fundamentais, pois a retirada desses petrechos evita a depredação dos cardumes.

A grande vantagem da fiscalização preventiva é, em princípio, de dissuadir às pessoas da prática de pesca ilegal, ou prender os que insistem em desrespeitar a lei, antes de capturarem grandes quantidades de pescado. No caso em questão, o elemento poderia depredar cardumes, utilizando-se das redes, que são petrechos com grande capacidade de captura de pescado e, por essa razão, são proibidos no Estado, no entanto, foi pego no início da pescaria ilegal sem ter capturado nenhum peixe.

Deixe seu Comentário

Mailson Interna RCN

TVC Canal 13