Definir Especial como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8654
Prefeitura Animais Peçonhentos
SÉRIE ESPECIAL

Roubos e furtos aumentam 75% e assustam população de Três Lagoas

Série especial 'Desafios em Três Lagoas' revela que foram registrados 290 roubos e furtos neste ano

4 JUL 2017 - 07h:30Por Kelly Martins

Por pelo menos seis vezes, a dona de casa Luzia Mendes acordou cedo para trabalhar e quando retornou, se deparou com a casa revirada. Alguns objetos foram furtados e até mesmo comida foi levada pelos ladrões. O caso na residência, que fica no bairro Jardim Angélica, em Três Lagoas, integra as 290 ocorrências de roubos e furtos registradas pela Polícia Militar, somente neste ano.

O número já é 75% maior se comparado aos 12 meses de 2016, quando 165 ocorrências desse tipo foram parar nas delegacias.

O JPNEWS preparou uma série especial sobre segurança pública, com o tema “Desafios em Três Lagoas”. As reportagens serão publicadas ao longo da semana e revelam dados da criminalidade e um mapeamento com os pontos mais críticos.

Situação que preocupa a população e gera alerta aos órgãos de segurança, já que a média mensal de roubos e furtos - que ficava em torno de 27 - é hoje de 48,3 por mês. O alto índice levou o Setor de Inteligência da Polícia Militar a realizar um mapeamento da cidade, que atualmente possui 115 mil habitantes, para identificar em quais lugares os criminosos estão atacando.

O levantamento iniciou a pouco mais de um mês e, com base nos dados, o subcomandante do 2º Batalhão da PM de Três Lagoas, major Ênio de Souza, garante que o policiamento tem sido reforçado.

“O levantamento foi feito, conforme os boletins de ocorrências. Verificamos as regiões, bairros e, agora, estamos concentrando as viaturas, de uma forma preventiva, nessas áreas. Também desenvolvendo operações, abordagens, em locais onde há reincidências”, contou o subcomandante.

Ele destaca a força-tarefa mediante o “mapa de calor” também resultou em aumento no número de prisões e apreensões por toda a cidade. De janeiro a junho foram feitas 149 operações, que incluem blitz de veículos, monitoramento de bocas de fumo, abordagens. Ações que resultaram, segundo a PM, em 1.431 prisões por diversos crimes, 42 armas apreendidas e 181 foragidos recapturados.

“A polícia está bem atenta e trabalha para diminuir os índices”, pontuou.

Alvo dos ladrões

O celular lidera o ranking das ocorrências de roubo e furtos nas delegacias, representando 60% dos registros neste ano. Ou seja, 174 aparelhos foram levados por bandidos entre janeiro e junho. De acordo com o Setor de Inteligência, também integram a lista veículos, bicicletas, objetos pessoais, como carteira, corrente e relógio.

O monitoramento feito pela polícia resultou em 80 celulares recuperados. O delegado Messias Pires, titular da 1ª Delegacia de Três Lagoas, explica que os reforços estão concentrados para localizar os aparelhos levados pelos bandidos e comemora o saldo positivo. A maioria das ocorrências desta natureza é encaminhada para lá.  

Mudança de rotina

Uma universitária de 25 anos, que prefere não se identificar, relatou ao JPNEWS que tem mudado alguns hábitos para evitar ser assaltada. Isso porque no mês de maio, a jovem foi abordada por dois assaltantes armados e teve a bolsa roubada. Eles estavam em uma motocicleta e a vítima seguia a pé para o trabalho, que fica a um quilômetro da casa dela.

“Fiquei com tanto medo. Foi tudo muito rápido. Depois disso, estou saindo de casa mais tarde e passando por outra rua para chegar lá. Tenho medo de me tornar alvo de novo”, declarou abalada. 

Para tentar evitar novo furto, a dona de casa Luzia Mendes comprou outra cerca elétrica. A anterior foi cortada pelos ladrões quando eles pularam o muro e invadiram a casa. 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864