Rádios On-line
DESCASO

Sanesul deixa bairros sem água e ruas esburacadas

Falta de planejamento da empresa deixa moradores de Três Lagoas constantemente sem água

15 ABR 2017 - 10h:48Por Ana Cristina Santos

A Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul (Sanesul) tem sido alvo de constantes reclamações por parte dos moradores de Três Lagoas. Diariamente, moradores de diversos bairros da cidade ficam sem água por horas e, muitas das vezes, não são comunicados com antecedência sobre a interrupção no fornecimento de água.

Nos últimos meses, a situação tem se agravado na cidade, já que o problema passou a ser constante em vários bairros. Além disso, moradores reclamam dos buracos feitos pela Sanesul para implantação da rede de esgoto.

Na semana passada, inclusive, o comerciante Armando Jarouche, disse que iria ingressar com uma ação na Justiça contra a Sanesul pelos transtornos com a falta de água em seu estabelecimento. “É um absurdo o que vem ocorrendo em Três Lagoas. Uma falta de respeito com a população”, declarou o empresário.

Diariamente, ouvintes do Jornal RCN Notícias da Rádio Cultura FM (106, 5 MHz) reclamam da falta de água. José Aparecido, morador do bairro Jardim Carandá, informou que é um absurdo o que vem ocorrendo na cidade. “A falta de água tem sido constante, e tem causado transtornos”, declarou.

A moradora do bairro Vila Nova, Ivone Costa, também reclamou do descaso da Sanesul com essa constante falta de água e de aviso com antecedência. “Direto está faltando água, tá complicado. A gente acorda, não tem água, e fica o dia inteiro sem, às vezes, à noite também”, reclamou.
Em razão da constante falta de água, das ruas esburacadas e vazamento de esgoto, alguns vereadores entendem que é preciso rever o contrato com a empresa. 

REQUERIMENTO

O vereador Antônio Rialino (PTdoB), se reuniu na semana passada com a direção da empresa, em Campo Grande, para cobrar esclarecimentos sobre esses problemas registrados na cidade. Segundo o parlamentar, a empresa disse que estaria se ajustando para não prejudicar a população. “Falaram que iria fazer a manutenção na rede no período noturno para não faltar água durante o dia, e que iria cobrar mais agilidade da empresa que está executando a obras de implantação e manutenção na rede de esgoto”, disse Rialino.

Para o vereador, está faltando planejamento por parte da Sanesul. Ele, inclusive, apresentou um requerimento solicitando cópia do contrato do município com a empresa, bem como informações sobre a arrecadação da Sanesul na cidade e gastos com o custeio do serviço de água e esgoto. “Informação extraoficial é de que a empresa estaria arrecadando cerca de R$ 4,5 milhões por mês na cidade. Por isso, solicitei informações oficiais para fazermos uma comparação. Além disso, entendo que é preciso reduzir o custo da água na cidade, tivemos um reajuste muito grande”, comentou. 

Em razão do ponto facultativo devido ao feriado da Sexta-Feira Santa, a reportagem não conseguiu falar com a Sanesul sobre as reclamações.

Deixe seu Comentário