Rádios On-line
9198
CBN AÇÃO 2019 PAULO VICENTE
BASTIDORES

'Sejuvel estava precisando de um gestor', diz vereador

Leia a coluna observatório da edição de sábado (2) do Jornal do Povo

2 NOV 2019 - 08h:44Por Redação

POLÊMICA 

O Orçamento da Câmara de Vereadores de Três Lagoas ainda nem entrou em votação mais já tem sido alvo de debates na tribuna. Nesta semana, foi a vez dos vereadores Gilmar Garcia Tosta (PSB) e Antônio Empeke Junior, o Tonhão (MDB), protagonizaram a cena sobre a arrecadação de Três Lagoas. Gilmar defende um orçamento participativo, e defende maior investimentos em algumas áreas, como por exemplo, em habitação. Gilmar comentou que para o próximo a arrecadação deve ultrapassar os R$ 700 milhões. Já Tonhão, discordou e disse que a receita não deve chegar a esse montante.

FORTE

O Democratas (DEM), de Três Lagoas,  promete vir forte  para as eleições de 2020. O partido que tem apenas o vereador Marcus Bazé, deverá aumentar para quatro o número de parlamentares na Câmara.  Segundo uma fonte, os vereadores Ivanildo Teixeira (PSB), Davis Martinelli (PROS), Adriano César, o sargento Rodrigues (PSC),  estão de malas prontas para o DEM.

PRESIDENTE

E por falar em DEM, o diretor geral da Câmara de Três Lagoas, André Ribeiro, vai assumir a presidência do partido na cidade a convite do vereador Marcus Bazé, atual presidente do partido. 

POLÍTICA 

O vereador Adriano Cesar Rodrigues, o sargento Rodrigues (PSC), que sempre defendeu a nomeação de um secretário exclusivo para a Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer (Sejuvel), disse que a pasta estava necessitando de um gestor.  “A Sejuvel estava assim: cada um para um lado, defendendo sua bandeira, e muitas das vezes utilizando da pasta para as pessoas que trabalham, ou trabalharam ali fazer política própria”, declarou, o vereador que, inclusive, conseguiu na Justiça a patente de sargento de volta, depois de ter sido rebaixado para soldado.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13