Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
TRêS LAGOAS

Sem documentos da prefeitura, vereadores não votam projeto de cervejaria

Projeto que cria macrozona industrial em área para abrigar fábrica ainda não foi votado nesta terça

15 MAI 2018 - 18h:21Por Ana Cristina Santos

A Prefeitura de Três Lagoas ainda não encaminhou documentos que autorizam a mudança na finalidade da área doada ao município por uma empresa de celulose para transformá-la em macrozona industrial para instalação de uma filial da cervejaria Cidade Imperial de Petrópolis.

A área fica às margens da rodovia BR-158, na saída de Três Lagoas para Brasilândia, onde funcionou um alojamento de trabalhadores, que foi desativado depois que a fábrica de celulose entrou em operação.

Para votar o projeto que cria a macrozona, vereadores querem documentos assinados pelo Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) e da empresa de celulose Fibria, autorizando a alteração na finalidade de doação do imóvel, que seria a instalação de escola, para lazer e cultura.

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico ficou de enviar os documentos ao Legislativo para que o projeto fosse aprovado na sessão desta terça-feira (15), o que não aconteceu. Apesar da sinalização positivo por parte do Imasul e Fibria, a secretaria informou que os documentos deve ser enviados aos vereadores ainda nesta semana.

O presidente da Câmara, vereador André Bittencourt (PSDB), disse que aguarda a papelada para votar o projeto porque, segundo ele, o Legislativo apoia o desenvolvimento da cidade. Destacou, contudo, que os vereadores não poderão aprovar a alteração se houver ilegalidades.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13