Rádios On-line
FALTA DE PLANEJAMENTO

Sem efetivo, veículos ficam parados no pátio do 2° Batalhão da PM

Motocicletas foram adquiridas pelo governo do estado, no final de 2016, e encaminhadas para o Comando em Três Lagoas

4 JUN 2017 - 12h:00Por Kelly Martins

O descaso do governo do estado com a segurança pública, em Três Lagoas, parece estar cada vez mais evidente. Tanto que ao longo da semana o Jornal do Povo constatou que dez motocicletas da Polícia Militar estão paradas por falta de efetivo, no pátio do 2° Batalhão. São veículos novos, entregues pelo Executivo estadual, no início do ano, e que deixam de ser usados nas rondas ostensivas pelo município porque o número de policiais é pequeno.

“Não há policiais suficiente para realizar este tipo de trabalho diário. Dessa forma, os veículos estão sendo usados apenas em operações e outros tipos de fiscalização, como o monitoramento no trânsito, por exemplo”, explicou o comandante do 2° Batalhão da PM, tenente-coronel James Magno. Ele diz que são apenas 240 policiais para atender Três Lagoas e outros três municípios: Água Clara, Brasilândia e Selvíria. Para isso, seriam utilizados 60 veículos, entre motos e carros.

“O quadro de efetivo precisa ser maior e a projeção adequada é chegar a 480 policiais para garantir a segurança e atender toda a demanda”, frisou o comandante. Por outro lado, o Batalhão da PM aposta em projetos de segurança, como o “Policiamento Comercial e Bancário”, que está em funcionamento no Centro de Três Lagoas, desde o dia 13 de maio.

Durante o horário comercial, uma viatura realiza rondas na área central. Um posto fixo foi instalado na Praça Ramez Tebet, onde a viatura fica estacionada em alguns períodos. Nele também é possível ter acesso a um número de telefone direto com essa viatura.

Mesmo em meio à polêmicas que envolvem a atual administração estadual, em denúncias de corrupção feitas por delatores da JBS à Procuradoria Geral da República, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) esteve na cidade, no último dia 30 de maio,  para entregar novas viaturas às polícias Civil e Militar, além do Corpo de Bombeiros. Foram sete veículos ao total. Também foram contempladas as cidades de Água Clara, Bataguassu, Brasilândia, Santa Rita do Pardo e Selvíria.

Outro lado

A assessoria da Secretaria estadual de Justiça e Segurança Pública informou que prevê a realização de concurso público para o preenchimento de quadro de efetivo, em todo o interior do estado. Também, que o governo já investiu mais de R$ 43 milhões em segurança pública, na aquisição de veículos e equipamentos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13