Rádios On-line
SEM FESTA

Sem inauguração, ponte sobre o rio Paraná será liberada na quinta-feira

Presidente da República e ministro dos Transportes cancelaram vinda para inauguração da obra

27 SET 2016 - 17h:42Por Ana Cristina Santos

Depois do presidente da República, Michel Temer (PMDB), agora foi a vez do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintela, cancelar a vinda a Três Lagoas para inaugurar a ponte rodoviária sobre o rio Paraná, na divisa entre os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

“É com muito constrangimento que venho informar que não haverá mais solenidade de inauguração da ponte. O ministro acaba de cancelar a vinda.Estaremos abrindo o tráfego normalmente na quinta feira pela manhã.”, informou em sua página no facebook, o engenheiro do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit), regional de Três Lagoas, Milton Rocha Marinho.

A ponte sobre o rio Paraná já está pronta há alguns meses, só estavam faltando os acessos que ficaram prontos e já estão sinalizados.

A construção da ponte foi autorizada em junho de 2011. A previsão era de que a obra fosse inaugurada em abril de 2015, no entanto, em razão da necessidade de revisão do projeto, bem como ao bloqueio de recursos pela Justiça, e devido às chuvas, houve um atraso no cronograma.

Ainda segundo Marinho, o projeto era de 1999, por isso houve a necessidade de ser atualizado. No projeto inicial, estava prevista a construção de uma pista simples, com a readequação, foi ampliada.

A ponte - que custou pouco mais de R$ 117 milhões - possui pista simples, com três faixas, sendo uma adicional para carretas e caminhões, com 1.344 metros de extensão e 6.648 metros de acessos pavimentados. Pelo lado de São Paulo, o acesso começa na rotatória de início da rodovia Marechal Rondon (SP-300) e, por Três Lagoas, sai na rotatória próxima ao antigo prédio da Delegacia da Polícia Rodoviária Federal, no início da BR-262.

 

Deixe seu Comentário