Rádios On-line
CPI COVID

Senadora aponta que documentos foram manipulados

Leia a coluna Observatório do Jornal do Povo deste sábado (10)

10 JUL 2021 - 06h:30Por Redação

Apontando erros
A CPI da Covid-19 tem dado o que falar. E quem está falando mesmo é a Simone Tebet (MDB-MS), que afirmou nesta semana, durante a sessão da CPI, que os documentos apresentados pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, para rebater as acusações de irregularidades nas negociações da vacina Covaxin, foram manipulados.
Seriam? O questionamento ainda está aberto...

Legal ou ilegal?
O Governo de Mato Grosso do Sul já anunciou que vai adotar medidas mais severas para quem tentar escolher a marca da vacina contra a Covid-19, no momento da imunização. Uma das ações é colocar essa pessoa no final da fila de espera. No entanto, uma reunião deverá ser agendada pela Secretaria Estadual de Saúde com todos os secretários municipais do setor para debater a questão. Já de antemão, a Ordem dos Advogados do Brasil - MS, declarou que a medida que “joga” a pessoa para o fim da fila é ilegal, inconstitucional. 

PROATEC
Na segunda-feira (12), a Câmara de Vereadores deverá analisar um novo projeto de lei que prevê entregar notebook e dar acesso à internet para todos os professores da rede municipal de ensino. O Programa Ensinar e Aprender Mediado pelas Tecnologias (PROATEC) está previsto para o período de execução entre 2021 e 2024, com investimento inicial de R$ 17 milhões. O projeto foi apresentado pela secretária municipal de Educação, Ângela Brito, e deverá atender mais de 1,1 profissionais da área, em Três Lagoas.
 

Deixe seu Comentário