Definir Três Lagoas como sua cidade padrão?

Sim Não
Rádios On-line
8514
JURILAR

Servidor planeja o que fazer com o décimo

O salário extra será pago no dia 12 e o funcionalismo estadual pensa em festas e pagar contas

6 DEZ 2008 - 06h:30Por Redação

O mês de novembro chegou e com ele aumenta a expectativa de muitos trabalhadores assalariados, que aguardam com ansiedade o pagamento do 13¢ª salário . O servidor público estadual de Mato Grosso do Sul espera o pagamento para o dia 12 de dezembro, quando, segundo comunicado do Governo, será entregue antecipadamente o salário-extra.

De acordo com informações, a antecipação foi decisão tomada para aumentar a circulação de dinheiro no comércio, elevando as expectativas do aumento nas vendas durante as festas de final de ano. A maior circulação de dinheiro ajudará a garantir a estabilidade no setor varejista sul-mato-grossense.

Para grande parte dos servidores, o salário-extra surge como oportunidade de arrumar a casa para as festas de final de ano, fazer investimentos pessoais, ou quitar dívidas acumuladas. Segundo o agente de segurança patrimonial Edevanir Barbosa, no decorrer do ano o endividamento acaba sendo inevitável. Recorrendo a empréstimos durante 2008, Barbosa agora necessita utilizar o 13º para poder quitá-los. “Hoje em dia, para se viver bem, temos que estar sempre na corda bamba”, comenta.

Os conselhos dos economistas aos trabalhadores, que querem ver o dinheiro-extra render, é dividir o salário em três partes, para que seja gasto com pagamento de contas, aplicação em poupança e usado para comprar o presente de final de ano. As três partes do salário, se bem divididas, estabilizam as dívidas do funcionário, que terá capital para o pagamento das primeiras contas de 2009 e quitará as contas de final de ano sem sacrificar os presentes de natal.

Funcionários como a coordenadora pedagógica da Escola Estadual Afonso Pena, Tânia Mara, seguem à risca as dicas dos economistas. Segundo ela, a administrar décimo terceiro como aconselhando é uma forma de sair do vermelho e iniciar o ano com estabilidade. “Ano novo, dívida nova. Não sabemos o quanto estaremos apertados financeiramente no início de 2009 e mesmo assim temos dívidas de dois meses atrás a serem quitadas”, comentou.

De acordo com publicação da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), a estimativa é que, até o final do ano, o país receba injeção de R$ 53 bilhões por conta do pagamento do 13º salário. A cifra equivale a 2,6% do Produto Interno Bruto (PIB), incluindo todos os trabalhadores do mercado formal, dos setores públicos e privado, inclusive empregados domésticos e beneficiários da Previdência Social. A associação não levou em conta os assalariados sem carteira de trabalho assinada, que eventualmente recebam algum tipo de abono de fim de ano, devido à dificuldade de se mensurar esses recursos.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13

Ver Todos os Programas da TVC
Dá Negócio
6864