Rádios On-line
SAúDE

Sesi promove palestra 'IST/HIV e Combate ao uso de Drogas'

O intuito é conscientizar os participantes sobre a prevenção de doenças e infecções sexualmente transmissíveis

20 SET 2018 - 08h:48Por Redação

Palestras educativas com o tema “IST/HIV e Combate ao uso de Drogas” serão promovidas, em Três Lagoas, pelo Sesi, nos dias 24 e 28 de setembro. As inscrições podem ser feitas na unidade da instituição, é aberta para a população e o investimento é de R$ 25. O intuito é conscientizar os participantes sobre a prevenção de doenças e infecções sexualmente transmissíveis, além de prevenir e apresentar os riscos do uso e abuso de substâncias prejudiciais à saúde.

As palestras também vão ocorrer em Campo Grande, Corumbá, Dourados e serão presenciais. Também são ministradas nas unidades do Sesi de cada município, com horários flexíveis, que podem ser ajustados conforme a demanda dos inscritos. A realização do evento é condicionada à inscrição de, pelo menos, 10 participantes e qualquer alteração nas datas ou horários será previamente comunicada àqueles que já tiverem se matriculado.

O que são ISTs?

As Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) são causadas por vírus, bactérias ou outros microrganismos. Elas são transmitidas, principalmente, por meio do contato sexual (oral, vaginal, anal) sem o uso de camisinha masculina ou feminina, com uma pessoa que esteja infectada.

A transmissão de uma IST pode acontecer, ainda, da mãe para a criança durante a gestação, o parto ou a amamentação. O tratamento das pessoas com IST melhora a qualidade de vida e interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções. O atendimento e o tratamento são gratuitos nos serviços de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde).

O que é HIV?

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da Aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.

Ter o HIV não é a mesma coisa que ter aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas podem transmitir o vírus a outras pessoas pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento de seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação, quando não tomam as devidas medidas de prevenção. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações.

Deixe seu Comentário