Rádios On-line
POLêMICA

Sindicato vai à Justiça contra funcionamento da zona azul

Comerciantes vão pedir apoio do Ministério Público para adequação do estacionamento pago

25 AGO 2016 - 11h:11Por Ana Cristina Santos

O Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas se reúne na tarde desta quinta-feira (25) com o promotor de Justiça, José Roberto Tavares, para pedir a interferência do Ministério Público Estadual com relação ao funcionamento da zona azul, em Três Lagoas.

Segundo o secretário executivo do sindicato, Djair José Martinez, será solicitada a adequação da zona azul que entrou em funcionamento na cidade no dia 1º deste mês, mas que tem causado muita polêmica.

Martinez disse que o sindicato já procurou a Secretaria Municipal de Trânsito, a Câmara de Vereadores e a própria empresa para discutir alguns pontos em relação à zona azul que estariam causando prejuízos ao comércio, mas não obtiveram sucesso.

Por esse motivo, o sindicato não encontrou alternativa a não ser recorrer à justiça para ver se consegue adequação no funcionamento da zona azul.

O sindicato pede a suspensão das multas no período de 30 dias, que o estacionamento na praça senador Ramez Tebet seja gratuito para motos, e isenção para os idosos, além de cobrança fracionada e sistema rotativo de 4 horas e não 2 horas.
 

Deixe seu Comentário