Rádios On-line
11367
Nova Estrela 0603

Sobram empregos e jornada dupla é cada vez mais comum em Três Lagoas

Para realizar sonhos e ajudar a família, trabalhadores têm dois empregos

12 NOV 2012 - 10h:41Por Redação

O mercado de trabalho de Três Lagoas foi assunto no jornal  “OTempo” de Belo Horizonte, no último dia 11. Leia a notícia na integra.

Todos os dias, Hércules de Carvalho Neto levanta cedo e às 7h já está limpando piscinas. Até as 16h, quando termina o expediente, ele limpa de oito a 12 piscinas e, quando deixa o aspirador, o filtro e os produtos químicos na empresa, não é hora de descansar. Às 17h já começa a segunda jornada, no Disque Cerveja, onde ele entrega bebidas até a meia-noite. A rotina de trabalho inclui sábados, domingos e feriados.

Com a economia rodando praticamente a pleno emprego, basta estar disposto a trabalhar bastante para acumular duas funções. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a taxa de desemprego em setembro foi de 5,4%, a menor da história para o mês. Por isso, as empresas têm dificuldades para contratar pessoal. E dessa dificuldade surgiu o segundo emprego de Hércules, na Ana Piscina. "Fui entregar cerveja na casa da dona e ela me perguntou quanto eu ganhava e se eu não queria trocar de emprego. Decidi ficar com os dois e comecei no outro dia mesmo", conta ele, que nunca tinha limpado uma piscina na vida. 

Nos dois empregos ele recebe cerca de R$ 2.100 por mês. O esforço é para dar mais conforto à filha, de dois anos. "Ela fica na pontinha do pé para dançar. Tenho que colocá-la numa aula de balé", conta, orgulhoso. Para isso, ele está disposto a acumular os dois trabalhos ainda por um longo tempo. "Trabalho tem muito por aí. Se eu quisesse mais um, arrumava", diz. 

É o que vai fazer Roberto Magalhães de Jesus a partir da segunda quinzena deste mês. Ele já trabalha como porteiro noturno e faz manutenção de computadores durante o dia, mas vai reforçar a renda trabalhando como garçom em novembro e dezembro. "Vou trabalhar demais", afirma ele.

Normalmente, ele ganha R$ 2.400 por mês. O salário de porteiro é para pagar as contas fixas, como água, luz, telefone e cartão de crédito. "O que ganho nos outros serviços é para poder passear um pouco com a família", conta ele, que tem esposa e três filhos.

Este deve ser o último ano de jornada múltipla. Com um diploma em manutenção de computadores do Senac nas mãos, Magalhães já tem proposta para dar aulas em 2013. "O salário vai ser igual ao que eu ganho nos dois empregos hoje", comemora. 

A gerente de relacionamento com os candidatos da Vagas Tecnologia, Fernanda Diez, diz que, com o baixo índice de desemprego, contratar alguém que já tem um emprego pode ser a alternativa mais viável para encontrar pessoal. 

"As empresas terão uma excelente oportunidade para recrutar pessoas que estão no mercado de trabalho. Pode ser uma interessante estratégia de atração e seleção de talentos", afirma Fernanda.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13