Rádios On-line
SOLUÇÃO

TAC pode ser assinado para resolver conflito da zona azul

Câmara de Vereadores busca alternativa para resolver as reclamações relativas ao serviço de estacionamento rotativo pago no centro da cidade

1 ABR 2017 - 10h:24Por Ana Cristina Santos

A Câmara de Vereadores de Três Lagoas está em busca de alternativa para resolver as reclamações relativas ao serviço de estacionamento rotativo pago na área central da cidade. Duas reuniões já foram realizadas para debater o assunto. Uma das sugestões apresentadas para resolver o conflito, foi a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o que colocaria fim, inclusive, a uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual, que solicita o cancelamento do contrato com a empresa Central Park, responsável pelo gerenciamento da zona azul.

A primeira reunião foi realizada dia 15 deste mês com representantes de diversos segmentos da sociedade para ouvir os questionamentos sobre o serviço. A segunda, ocorreu nesta quinta-feira (30,) com o diretor da empresa responsável pela operação da zona azul, Wilson Higino, representantes de sindicatos e alguns vereadores. 
A reunião foi proposta pelo presidente do Legislativo, André Bittencourt (PSDB), para tratar de alguns pontos que a sociedade não concorda em relação ao serviço que entrou em funcionamento em agosto no ano passado em Três Lagoas.  

Entre os pontos que tem gerado reclamações estão: Número reduzido de monitores; falta de locais para colocar o crédito para estacionar; o valor da multa de R$ 8 para quem não pagou; o número reduzido de vagas para motocicletas; cobrança integral do valor para quem não utilizou o estacionamento no período determinado; cobrança de estacionamento para idosos e deficientes físicos, bem como o número reduzido de vagas para essas pessoas.

O presidente da Câmara disse que a reunião foi positiva e que o empresário demostrou interesse em atender algumas das reivindicações apresentadas pela sociedade. Segundo Bittencourt, a empresa vai elaborar um documento mostrando o que é possível ser melhorado, e uma audiência deve ser realizada para ouvir a opinião da sociedade.
 Após a realização de um acordo, um documento deve ser encaminhado ao Ministério Público, com o pedido de celebração de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e a consequente suspensão da ação civil pública.  

 

Deixe seu Comentário