Rádios On-line
Caminhão de Prêmios Urna Interna
SEGURANÇA

Taxistas cobram mais policiamento na rodoviária de Três Lagoas

Profissionais vivem momento de insegurança no ponto de táxi da rodoviária

15 FEV 2017 - 14h:46Por Ana Cristina Santos

Taxistas que trabalham no ponto de táxi da rodoviária de Três Lagoas pedem mais policiamento no local. Eles pedem providências em relação aos usuários de drogas, mendigos e assaltantes que ficam na pracinha da rodoviária.

No domingo (12), o taxista José Dias, de 74 anos, foi agredido no local por uma usuária de drogas. Ele disse que estava limpando o carro, quando uma jovem entrou no veículo e pegou um maço de cigarro. Após chamar a atenção da jovem, disse que foi agredido com uma cadeira, além disso, a usuária de drogas chutou o carro. O taxista sofreu lesão no braço e teve que enfaixar.

“Infelizmente mais uma situação dessa foi registrada na rodoviária. O prejuízo vai ficar para o taxista. Já pedi mais policiamento no local. Sempre que a gente chama, os policiais vão, mas seria interessante se tivesse um direto no local. Na rodoviária já existe uma sala para a polícia”, disse o presidente da Associação dos Taxistas, Valcídio Antônio de Queiroz.

Ainda de acordo com Queiroz, o momento é de insegurança na rodoviária em virtude da quantidade de vândalos que frequentam o local. “Eles ficam ali, roubam as pessoas que chegam ao local. A polícia prende, mas eles voltam e cometam os mesmos crimes”, frisou.

O comandante da Polícia Militar de Três Lagoas, tenente- coronel James Magno de Morais, disse que essa é uma questão mais social do que de policiamento, já que se trata de usuários de drogas e moradores de rua. Em relação a roubos, disse que não têm ocorrido registros.

Quanto ao posto que existe na rodoviária,  disse que não dispõe de efetivo para deixar um policial no local. “A cidade é grande e temos que atender em vários lugares”, disse.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13