Rádios On-line
11350
Daterra
PROTESTO

Trabalhadores em educação cruzam os braços contra reforma e corte de verbas

Em razão da paralisação não haverá aula nas escolas municipais e estaduais na próxima quarta-feira

10 MAI 2019 - 06h:15Por Ana Cristina Santos

Trabalhadores em educação de Três Lagoas e demais municípios do Estado, vão aderir à paralisação nacional e cruzar os braços na próxima quarta-feira (15) contra reforma da Previdência e o corte de verbas para o setor educacional. Em razão da paralisação não haverá aula nas escolas municipais e estaduais dia 15.

Em assembleia realizada nesta semana pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinted) de Três Lagoas, os trabalhadores decidiram aderir ao movimento nacional. Um grupo da cidade vai participar de uma manifestação que ocorrerá em Campo Grande.

O anúncio do corte de verbas para a educação aumentou o número de pessoas e instituições que devem participar dessa paralisação nacional, inicialmente marcada para protestar contra a reforma. Em Mato Grosso do Sul, a pauta inclui ainda a defesa do piso de 20 horas dos professores, a manutenção do abono e o fim do congelamento de salários dos administrativos da educação.

 “A educação está sofrendo um retrocesso onde não temos outra opção a não ser ir às ruas. São atitudes inadmissíveis do governo estadual e federal, como a desvalorização do servidor público e cortes das instituições federais de ensino. Nossa luta é histórica na defesa da educação pública, e por essa razão estamos nos mobilizando para as greves”, disse a presidente do Sinted, Maria Laura Castro.

 

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13