Rádios On-line

Transporte coletivo ficará mais caro em Três Lagoas

Reajuste será de 20%, passando de R$ 2,00 para R$ 2,40

24 JAN 2013 - 08h:10Por Reprodução

O transporte coletivo de Três Lagoas ficará mais caro. Nesta semana, a Assessoria Especial de Transporte e Logística anunciou o reajuste de R$ 2 para R$ 2,40 nas tarifas  da empresa Viação Três Lagoas, concessionária do serviço de Transporte Público Urbano da cidade. O aumento, autorizado pela prefeita Márcia Moura nesta semana, começará a ser cobrado a partir do dia 1º de fevereiro.

De acordo com o assessor especial, Flávio Thomé, o reajuste é previsto em contrato e teve este índice – de aproximadamente 20% - devido ao ano passado, em que o preço ficou congelado. 

“Esse reajuste é previsto no contrato com a empresa para ocorrer anualmente, como em todos os outros municípios. No entanto, no ano passado, os preços se mantiveram os mesmos. Por isto, houve o aumento de R$ 2 para R$ 2,40. Mesmo assim, posso garantir que temos um transporte público mais barato em comparação a outras grandes cidades do Estado, como Dourados e Campo Grande, onde a taxa varia de R$ 2,70 a até R$ 3,00”, lembrou. 

Segundo informações da Prefeitura, o contrato com a Viação Três Lagoas foi firmado em 2007. No ano seguinte, quando o transporte coletivo começou a ser instalado, o preço da tarifa era de R$ 1,80. O primeiro ajuste aconteceu no dia 16 de dezembro de 2010, quando houve acréscimo de R$ 0,20 (passando para R$ 2,00) e passou a vigorar em janeiro de 2011. Deste então, não havia tido mudanças.

Além disto, na justificativa apresentada à prefeita, os empresários da Viação Três Lagoas informaram que, levando em conta o ajuste de salários, combustível, manutenção e outros custos, o preço médio seria de R$ 2,51 no município.

NOVAS LINHAS
Mas os usuários do transporte coletivo tem um motivo para comemorar. Na mesma reunião, foram anunciadas o acréscimo de mais duas linhas de ônibus para Três Lagoas. A primeira delas irá atender os moradores do Jardim Carandá, Residencial Novo Oeste, Alto da Boa Vista, Ipacaraí e Santa Luzia. Para isto, a nova linha partirá do Centro, seguindo o percurso: Avenida Clodoaldo Garcia, Rua Maria Guilhermina Esteves, Cemitério Municipal, Estrada da Boiadeira, Jardim Carandá. 

Já a outra linha atende a uma reinvindicação antiga da população, principalmente entre os moradores da Vila Piloto, Jupiá e região. Trata-se de linhas especiais aos domingos e feriados.

De acordo com o assessor, a nova linha, em horários a serem ainda divulgados pela Viação Três Lagoas, terá seu ponto inicial e final, no Jupiá, passando pelo Centro e percorrendo os principais bairros.

“Agora, esperamos que a população realmente utilize o serviço”, lembrou. Flávio explicou que, para que o serviço seja mantido, é necessário o transporte de até 200 passageiros/dia. “O ideal mesmo, para um bom atendimento será uma média de 400 a 500 pessoas ao dia. Mas essa frequência varia bastante, depende de férias escolares, feriados, etc”.
Atualmente, a Viação Três Lagoas atende o município com 11 linhas distribuídas pela cidade. O volume de passageiros transportados ao mês é de 55 mil, quase 30% a menos da meta estipulada como “ideal” para os empresários, cerca de 80 mil passageiros ao mês (3,5 mil ao dia).

CONCORRÊNCIA
Uma das principais barreiras para o cumprimento dessa meta deve-se aos investimentos, cada vez maiores do setor privado, em fretes. “Por conta do desenvolvimento econômico e, consequentemente, a escassez de mão de obra, as empresas têm lutado para atrair trabalhadores, e um dos benefícios oferecidos é o transporte”, disse.

No entanto, o assessor defende que, se todos os empregadores cumprissem a legislação, que determina, o fornecimento de vale-transporte ao usuário essa realidade seria outra. “Todos sairiam ganhando. Os trabalhadores e a própria sociedade, que teria menor fluxo de veículos pelas ruas da cidade”, completou.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13