Rádios On-line

Três Lagoas é a única do Estado a incentivar programa para ME e EPP

Há três anos a Prefeitura, em parceria com o IEL e Sebrae, qualifica empresários do comércio e serviços

20 FEV 2013 - 17h:04Por Redação

A Administração Municipal de Três Lagoas, em parceria com o Instituto Euvaldo Lodi (IEL) e o Sebrae, promove desde 2008 o Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF). O Programa, criado pelo IEL, tem o intuito de atender à demanda das indústrias produtoras da região fortalecendo e qualificando as micro e pequenas empresas para que elas possam vender seus serviços e produtos aos grandes empreendimentos empresariais. 

“A Administração Municipal de Três Lagoas tem o intuito de fazer com que as micro e pequenas empresas se desenvolvam junto com a Cidade e que tenham a mesma oportunidade de crescimento que as grandes indústrias. As micro e pequenas empresas são as que mais geram emprego no Brasil. Se trabalhamos para atrair indústrias para a Região é para que essas indústrias também fortaleçam nossos pequenos empresários. Para isto temos que qualificá-los para que eles consigam certificação necessária e tornem-se fornecedores dessas indústrias”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marco Garcia. 

De acordo com o secretário, essa certificação é necessária devido às exigências de qualidade para exportação: “Com o selo de qualidade nas pequenas empresas locais, as indústrias aqui instaladas começam a comprar destes comerciantes, fortalecendo ainda mais nossa economia”, disse. 

CRESCIMENTO
De acordo com o gestor de projetos do IEL, Hugo Bittar, as empresas que conseguiram a certificação do PQF em Três Lagoas aumentaram suas produções consideravelmente. Para dar conta da demanda houve então o crescimento na geração de empregos que chegou a 40% de aumento.

“Três Lagoas foi a primeira a aderir ao PQF e três anos depois da primeira turma, a Cidade  ainda é a única do Estado que qualifica seus fornecedores”, disse Hugo. 

A Primeira Turma do PQF  formou-se em um módulo básico que dá ênfase à qualidade da gestão. Para que a empresa consiga este selo de certificação é precisa uma pontuação de qualidade mínima de 75% em cada módulo do Programa, que possui uma duração de 12 meses.  Esta primeira turma teve início com 22 empresas, mas apenas 14 conseguiram a certificação. 

“Se a empresa não conseguir a certificação necessária no Programa, ela pode participar do próximo. Pois, a empresa já iniciou o processo de gestão de qualidade. Então, se ela não conseguiu se adequar no prazo do programa pode participar do próximo  e dar continuidade nas adequações necessárias para receber o selo de qualidade”, completou o gestor de projetos do IEL. 

Em 2009 a segunda turma teve início com 32 empresas, sendo 22 qualificadas. 

PQF AVANÇADO
Já em 2011, a qualificação foi para o PQF Avançado, que forma auditores dentro da empresa para que se adequem ao requisito da ISSO 9001:2008, mais o selo de qualidade ambiental e de segurança no trabalho, preparando-se para passarem por uma auditoria externa. Esta turma teve início com 32 empresas, sendo que 17 foram certificadas. 

“A prefeitura de Três Lagoas é nossa grande parceira. A prefeita Marcia Moura sempre entendeu que este programa é de cunho social e que o desenvolvimento de Três Lagoas atualmente depende dessas qualificações, pois é o pequeno empresário que desenvolve uma região. Então, Marcia é uma grande parceira do PQF, que é o único Programa Social do Brasil totalmente auditado”, disse Hugo.

Atualmente, o PQF está em sua quarta turma, sendo a segunda de módulo avançado, com 34 empresas participantes. 

A empresária três-lagoense Sayuri Ahagon participou do primeiro PQF Básico e do primeiro PQF Avançado: “A empresa melhorou em todos os aspectos, a questão do retrabalho, do desperdício, e mostramos que agora estamos preparados para atender nossos clientes”, disse.

Deixe seu Comentário

TVC Canal 13