Rádios On-line
ARTE

Três Lagoas é palco do espetáculo 'Contos lá da China' neste domingo

Espetáculo teatral será na praça Ramez Tebet e tem classificação livre

12 DEZ 2018 - 16h:00Por Tatiane Simon

O espetáculo teatral "Contos Lá da China", do projeto Uniarte de Ilha Solteira, será apresentado em Três Lagoas neste domingo (16) a partir das 19h30. A praça Ramez Tebet será o palco para a apresentação que tem entrada gratuita e classificação livre. 

"Contos Lá da China" é baseado em lendas e contos do folclore chinês. Na peça, um mestre de cerimônias do Teatro Chinês relembra histórias milenares da Antiga China para mostrar que, apesar do tempo e da distância, somos povos muito parecidos e que buscamos, basicamente, as mesmas coisas: amor e felicidade. Para isso, ele resgata o conto camponês "O Riacho dos Desejos" e a clássica "O Rouxinol e o Imperador", baseada na história do autor e poeta dinamarquês Hans Christian Andersen.

"Contos Lá da China" é um espetáculo com concepção e direção-geral de Paulo Jordão, orientação de atores de Melissa Nascimento, produção musical de Bruno Rodrigo Nogueira e coreografia de Gabriela Arriagada. No elenco estão Ayla Camillo, Beatriz Aranha, Brian Costa, Jhúlia Vitória Santos, João Arthur Nunes, Laura da Hora, Luana Guimarães, Lucas de Lima, Quézia Rodrigues e Rafaela Barreto. "Acreditamos que os treslagoenses vão gostar do espetáculo, que busca valorizar a cultura chinesa e reforçar valores dos quais compartilhamos. Estamos felizes com a oportunidade de apresentá-lo na cidade", comenta Paulo Jordão, diretor do espetáculo.

"Contos Lá da China" é um trabalho que foi desenvolvido a partir das oficinas de teatro, dança e música promovidas ao longo de 2018 pelo projeto Uniarte. O espetáculo estreou no mês de outubro, nas cidades de Cerro Negro e Abdon Batista, em Santa Catarina. Três Lagoas será a próxima cidade a receber a atração. A peça, ainda, será apresentada também em Ilha Solteira (SP), Castilho (SP), Caçu (GO), Itarumã (GO) e Selvíria (MS).

O Uniarte é um projeto realizado pelo Ministério da Cultura e a Brigueiro Participações e Serviços Teatrais, com patrocínio, via Lei Rouanet, da CTG Brasil – companhia de origem chinesa que opera as hidrelétricas Ilha Solteira e Jupiá.

Deixe seu Comentário